• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Essas são as coisas que o calor extremo pode fazer com seu corpo

POR Jesus Galvão    EM Ciência e Tecnologia      07/10/19 às 00h45

Em algumas regiões do Brasil, o calor atinge temperaturas impressionantes. E, em determinadas épocas do ano, com a estiagem, as coisas parecem ficar ainda piores. As estiagens se caracterizam pela ausência ou mesmo pelo atraso da chegada das chuvas, previstas para uma determinada temporada.

Além desses períodos com menor incidência de chuva, em alguns locais ocorrem as famigeradas queimadas em plantações. Que tanto aumentam a sensação de calor na região quanto questões relacionadas as doenças respiratórias. Para agravar a situação, os dias, em geral, estão mais quentes, devido ao aumento das temperaturas em todo planeta, em decorrência do aquecimento global.

Portanto, não é de se espantar, quando vemos as pessoas reclamarem excessivamente nas redes sociais sobre o intenso calor. Com algumas, até mesmo precisando receber atendimento médico. Recentemente, a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de São Paulo emitiu um alerta sobre uma forte onda de calor, que afetaria o estado entre os dias 11 e 12 de setembro deste ano.

Além de, obviamente, haver calor, muitas pessoas desconhecem algumas da coisas bizarras que podem acontecer com nossos corpos em decorrência do aumento das temperaturas. Você sabia, por exemplo, que o clima quente pode lhe dar mau hálito? As pessoas costumam comemorar a chegada das estações mais quentes do ano. Afinal, uma ida ao clube, pegar um sol e se divertir com os amigos à beira da piscina não parece nada mal. Não é mesmo?

No entanto, o calor excessivo pode fazer com que nosso corpo se desidrate e isso pode provocar um efeito colateral bastante desagradável: o mau hálito. Quando ficamos desidratados, nossa boca fica seca. As bactérias se acumulam porque não há saliva suficiente para lavá-la e aí surge a indesejada halitose.

Efeitos colaterais

"Não é nenhuma grande surpresa que precisamos beber mais água durante os meses mais quentes, pois o corpo perde mais água naturalmente através da transpiração", disse Harold Katz, especialista no assunto ao portal Metro. "Isso, combinado com um aumento no uso de medicamentos contra a rinite alérgica, os alimentos que ingerimos nesses períodos, um aumento nos exercícios ao ar livre e a exposição excessiva ao sol também podem exacerbar o problema".

Por outro lado, a exposição prolongada ao sol e a todo o calor, pode nos fazer parar de suar. Para muitas pessoas, isso pode parecer como um grande benefício. No entanto, isso pode ser um sinal de insolação e um convite forçado para receber maiores cuidados. A temperatura normal do corpo é entre 37 e 38ºC, mas, se ele se aquece demais (40ºC-41ºC), você poderá sofrer insolação.

Quando isso acontece, o sistema regulador de calor em nosso corpo 'paralisa', o que nos impede de suar. Isso, para tentar manter a água em nosso organismo, como forma de proteger os órgãos vitais. Caso você suspeite que alguém esteja sofrendo com uma insolação, acione imediatamente os serviços de emergência. Para ajudar, até que o atendimento médico seja possível, compressas de gelo na virilha e axilas podem ser administradas. Sendo estas áreas onde estão localizadas as artérias importantes.

Mas nem tudo são só cosias ruins. Isso porque estar exposto ao sol pode te tornar mais forte. Quando estamos expostos ao raios solares, obviamente, utilizando a devida proteção, por meio dos raios do tipo ultravioleta B, nosso organismo obtém a vitamina D e, com ela, uma melhoria na absorção do cálcio, o que fortalece os ossos.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião. Posteriormente, não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+