• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Esse é o primeiro piloto da Dakar com Síndrome de Down

POR Diogo Quiareli    EM Curiosidades      11/01/19 às 14h28

Todos nós temos sonhos e alguns podem parecer distantes, mas não impossíveis de serem realizados. Há quem sonha em ir para a Lua, tornar-se um cantor famoso, um jogador de futebol mundialmente conhecido ou um piloto de carro em competições profissionais. Nesse último caso, podemos usar Lucas Barrón como exemplo. Para Lucas, não há limites em seus sonhos e ele participará da versão de uma das provas mais exigentes do mundo. A competição acontece nesse ano de 2019. Lucas é a prova de que os sonhos infantis podem sim ser realizados apesar de todas as barreiras que vamos enfrentar durante a vida.

O peruano tem hoje 25 anos e foi o primeiro competidor com Síndrome de Down a participar do Rally Dakar. Ele está pronto para entrar para a história com esse feito, participando de uma das corridas mais exigentes do mundo. A competição esse ano aconteceu em seu país, o Peru. De acordo com um relato feito pela AFP, Lucas foi acompanhado de seu pai, Jacques Barrón, como co-piloto, e se preparou por meses para competir com outros 500 pilotos. O seu principal objetivo é "terminar o percurso e alcançar o objetivo", disse ele mesmo.

Antes da prova, Lucas se mostrou animado e bastante confiante com a competição que teria de enfrentar. Isso aumentou quando ele soube que correria em uma rota familiar. As condições de Lucas nunca foi uma limitação para fazer as coisas que ele gosta. Ele tem ignorado o que o mundo diz sobre ele ter síndrome de down. Desde sua infância ele praticou diferentes tipos de esporte, como ciclismo, surfe, futebol e ainda esqui aquático.

Está não é a primeira experiência de Lucas no deserto, visto que, em setembro do ano passado, ele participou como co-piloto do seu pai na Série Dacar-Desafio Inca. A equipe e Barrón x2 conseguiu ficar em sétimo lugar. O seu pai disse que seu filho não tem o menor medo de nada e sabe bem lidar com um problema durante a corrida. "Pessoas com síndrome de down desenvolvem certas habilidades. Lucas pode desenvolver qualquer esporte", contou ele.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Lembrando sempre que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento

Próxima Matéria
Via   Info Mercado     UPSOCL  
Diogo Quiareli
Geminiano, 24 anos, goiano.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+