• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Esse homem foi feito de ''refém'' por um urso durante 30 dias? É falso!

POR Jesus Galvão    EM Curiosidades      26/06/19 às 19h11

Há alguns dias, as imagens de um homem, cujo corpo estava gravemente ferido e desidratado, começou a circular na internet. Muitos portais de notícias, divulgaram que ele havia sido refém de um urso pardo. E que isso teria acontecido em alguma região da Rússia. No entanto, após ser atendido pelo médico-chefe de um hospital no Cazaquistão, a verdadeira história de Alexander foi revelada.

Na internet, o homem passou a ser conhecido como "múmia falante". Na narrativa amplamente divulgada, supostamente, ele teria sido resgatado dentro de uma cova onde um urso pardo o teria reservado para uma refeição futura. Por sorte, Alexander teria sido encontrado por cães de caça, cerca de um mês depois de ter sido levado para o local.

No entanto, o médico, Rustam Isaev, revelou que seu paciente de 41 anos de idade, nunca foi atacado por um animal selvagem. A verdadeira história por trás de suas mazelas é que Alexander sofre de psoríase crônica. Entre outras complicações.

Uma história mal contada

Um vídeo, que continha fortes imagens sobre o estado de saúde de Alexander, também foi divulgado. Nele, era possível ver como seu corpo estava gravemente ferido. Embora os ferimentos e o grave estado de saúde de Alexander fossem algo real, todo o restante do relato que buscava justificá-lo, era falso. O homem sequer havia estado na Rússia, ou encontrado um urso faminto.

Aparentemente, o equívoco teve início após uma agência de notícias e outros meios de comunicação da Rússia terem informado sobre o suposto "sequestro" de Alexander, cometido pelo o urso. Na época da divulgação do vídeo, há cerca de um mês, algumas evidências já apontavam contradições em relação à toda a história.

Uma delas era algumas vozes que podiam ser ouvidas ao fundo da gravação. Funcionários de uma unidade de saúde, onde Alexander foi atendido, estavam falando cazaque e não a língua tuvana regional, onde a vítima teria sido supostamente encontrada. Além do mais, todos os hospitais da região de Tuva negaram tê-lo atendido.

A verdade vindo à tona

Através do trabalho de algumas pessoas, inconformadas com toda as contradições apresentadas pela mídia, chegamos aos verdadeiros acontecimentos. Segundo Isaev, Alexander foi internado recentemente no Centro Médico Aktobe, no Cazaquistão. Seus ferimentos foram causados por um quadro de psoríase que foi "negligenciada".

"Alexander P. é residente da cidade de Aktobe no Cazaquistão. Ele foi tratado em nosso hospital e no final desta semana, teve alta, em condição satisfatória, aos cuidados da sua mãe. Ele sofre de psoríase. Ele estava deitado em casa, sofrendo de apatia, não queria viver e estava em estado depressivo", disse Isaev.

Segundo o médico, a mãe de Alexander está "profundamente chateada" com todas essas notícias falsas e com as filmagens que foram feitas sem autorização de Alexander e seus familiares pelos funcionários do hospital que o atendeu. Isaev prometeu que iria identificar e demitir as pessoas envolvidas nas filmagens.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+