• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Esta tatuagem que muda de cor pode ser a solução para um problema de saúde bem comum

POR PH Mota    EM Inovação      12/06/17 às 18h30

Não é de hoje que as tatuagens estão presentes na nossa sociedade das mais diversas formas. Desde os tempos antigos, as civilizações já utilizavam a forma de arte para representar funções sociais, rituais importantes ou momentos marcantes na vida de guerreiros. Com o tempo, a expressão cultura se tornou cada vez mais difundida e popular, presente em praticamente todo os círculos sociais.

Conheça o novo tipo de tatuagem que deixa você ouvir suas músicas favoritas direto da pele.

Da mesma forma que as tatuagens estão aí há anos, os problemas de saúde e as mudanças de vida que eles oferecem também estão. Ter diabetes, por exemplo, requer que um paciente sempre conheça o nível de açúcar no sangue. Isso normalmente é um procedimento trabalhoso, que envolve tirar uma gota de sangue do corpo ou implantar um dispositivo no corpo para fazer a coleta dos dados.

Agora, um time de pesquisadores de Harvard e MIT desenvolveu uma nova alternativa. Utilizando uma tinta especial, eles criaram uma tatuagem biossensível que pode mudar de cor dependendo dos níveis de açúcar em seu sangue.

Chamada de tinta DermalAbyss, o projeto ainda está em fase de desenvolvimento e não está disponível para o público geral. A tinta especial é capaz de medir o pH e as concentrações de sódio e glucose na corrente sanguínea.

"A tinta DermalAbyss oferece uma nova abordagem para biointerfaces em que a superfície do corpo funciona como uma tela interativa", explicou o time por trás da inovação.

A tinta dinâmica não está diretamente ligada à corrente sanguínea. Na verdade ele monitora um líquido claro e transparente presente em todos os seres humanos e animais conhecido como fluido intersticial. Por meio do fluido, água, íons, sais, açúcares, gorduras, hormônios e aminoácidos estão em constante contato com os vasos capilares.

Até o momento, a tecnologia só foi testada em pele de porcos, que é extremamente similar à humana. Testes humanos ainda são necessários para a confirmação da performance em humanos, mas definitivamente já foi possível perceber que a tinta funciona. Os testes são necessários para responder questões sobre reações alérgicas à tinta ou sobre a durabilidade da tecnologia no corpo, por exemplo.

Mesmo sem uma resposta definitiva do lançamento da tinta, é possível afirmar que a solução é realmente interessante e atraente para quem precisa lidar com esse problema há muito tempo. Como o produto está em fase de testes, ainda é preciso entender algumas especificações e esperar para ver a popularização da tecnologia. É claro que o hábito ainda é invasivo, mas apresenta uma nova opção para quem tem que viver com a condição.

De acordo com os pesquisadores, a tatuagem não precisa seguir um padrão por conta da função médica e pode ter qualquer formato e desenho que o paciente desejar. Assim, cada pessoa que decidir apostar na tecnologia terá uma arte que te representa de alguma forma, assim como as tatuagens convencionais.

O que achou da tecnologia revolucionária? Você aceitaria fazer uma tatuagem para acompanhamento de sua saúde? Responda para gente e marque as pessoas que também gostariam de conhecer a novidade!

Próxima Matéria
Via   Geek     IFL Science  
Imagens Geek IFL Science
PH Mota
Jornalista que é um encontro Monty Python e A Praça É Nossa.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+