• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Este site permite alugar o tempo de uma e-girl como acompanhante de jogos

POR Erik Ely    EM Curiosidades      29/03/20 às 19h09

Um novo site, chamado "E-girl.gg", promete promover um serviço, um tanto quanto inusitado, alugar o tempo de uma e-girl como acompanhante de jogos online. Mesmo tendo surgido recentemente, o site já possui dezenas de usuárias, que oferecem sua companhias e diversos jogos.

Entre os jogos mais populares, estão Fortnite, Minecraft, Counter Strike: Global Offensive (CS:GO), Apex Legends, Dota 2, Overwatch, Heroes of the Storm e até mesmo o VR Chat, um software voltado para ambientes em realidade virtual. Dessa forma, os preços variam de acordo com o que é oferecido, entre conversas via webcam ou apenas presença nas partidas ou bate-papo via chat de texto.

Um serviço voltado jogadores que buscam companhia online

No site, os preços podem variar bastante, a partir de U$ 1 por jogo ou até U$ 10, em alguns casos. Assim, as jovens cadastradas exibem seu perfil com fotos, jogos favoritos e mais alguns detalhes de suas vidas pessoais e seus gostos para videogames. Todas essas informações são de controle da dona do perfil.

Em sua página, o site ainda reforça que a conexão com o ofertante é apenas online, limitada aos jogos. Dessa forma, o site promove que você "nunca lute sozinho", como afirma em slogan. Para cada jogo, há uma e-girl especializada, mas também há aquelas disponíveis para múltiplos títulos.

Em suas primeiras semanas de funcionamento, o site já recebeu milhares de solicitações para acesso e continua crescendo. Em um dos perfis, uma e-girl, chamada Sunny, de 24 anos, está disponível para acompanha-lo no jogo. "Venha brincar comigo. Talvez eu também cante", ela escreve em seu perfil.

De acordo com um dos usuários do site, o serviço chega a ser terapêutico. "Elas jogam com você, ouvem seus problemas. É uma forma de terapia", explicou Brian Xiong, um estudante de 25 anos. Para os interessados no serviço, o site já está disponível no mundo todo e também pode ser acessado por brasileiros, basta clicar aqui.

Como se tornar uma "e-girl"?

Por muito tempo, o termo "e-girl" foi utilizado como uma forma de ofensa para mulheres que gostam de videogames. Dessa forma, o julgamento era baseado na aparência da jogadora e sugeria que elas eram pessoas que buscavam apenas atenção masculina e não videogames. No entanto, o termo sofreu diversas mudanças e muito disso aconteceu graças ao TikTok. Hoje, e-girl, ou electronic girl, representa um estilo inspirado em visuais "emo" e "gótico", mas que seguem um estilo mais colorido e com muitas referências de animes e sua cultura. Desse modo, elas podem ser, muito das vezes, identificadas por seus cabelos coloridos, acessórios extravagantes e maquiagens pesadas.

Conforme estamos vendo, o site pode estar ajudando a melhorar a definição do termo "e-girl". "Agora é algo realmente empoderador", disse Orissy, de 22 anos, uma e-girl que pode ser encontrada no site. "As meninas retomaram essa palavra e se tornou mais uma estética do que uma personalidade ou ainda, um insulto para uma garota que joga videogame, o que era antes". No começo, a jovem precisou afastar jogadores inconvenientes, que pediam mais do que apenas uma partida. Além ainda, realizarem doações generosas demais e pedidos de namoro. Nesse caso, esses jogadores do site são bloqueados.

Próxima Matéria
Via   WIRED     TechTudo  
Erik Ely
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+