Estudo diz que nosso universo seria uma bolha de expansão em outra dimensão, entenda

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      07/01/19 às 18h39
foto de destaque

A explicação de como surgimos e de como funciona o universo é sempre buscada por aqueles que estudam essa questão. A nova explicação, sugerida por estudiosos, é a de que o universo está em constante expansão porque podemos estar vivendo em uma "bolha" entre outras cinco dimensões.

O universo que conhecemos tem quatro dimensões, as três do espaço que são para cima, para baixo, esquerda e direita e para trás e para frente, além de uma dimensão do tempo. Mas os físicos da Universidade de Uppsala, na Suécia, sugeriram que talvez haja outros tipos de espaço que são cinco dimensões. E desses, dois se juntam formando uma bolha de expansão.

"Todo o Universo está acomodado no limite desta bolha em expansão. É concebível que haja mais bolhas do que a nossa, correspondendo a outros universos", explica um comunicado de imprensa da universidade.

Essa ideia pode parecer um pouco louca, mas ela pode explicar uma coisa importante que é o que acontece com a energia escura, que é a força responsável pela constante expansão do universo.
Pesquisadores já tentaram, por muito tempo, resolver essa questão usando a teoria das cordas, mas não foram bem sucedidos. Essa teoria surgiu para adicionar dimensões à relatividade geral, dizendo que as propriedades da matéria, como carga e spin, são consequência de múltiplas dimensões de cordas unidimensionais. Mas o problema é que essa teoria está incompatível com o que é observado no universo.

Teoria

Os pesquisadores suecos criaram uma solução que é baseada em uma ideia que surgiu há 20 anos. Dois físicos teóricos americanos, Lisa Randall e Raman Sundrum, propuseram alternativas para os modelos do universo se baseando em tipo de espaços 5D juntos, em um ponto chamado branes. Isso foi feito por eles para resolver o problema do porquê a gravidade é uma força mais fraca do que as outras.

Existe também um espaço que é chamado de anti-de Sitter que, ao contrário do nosso, não é dominado pela energia escura e tem o tipo certo de energia negativa. Se colarmos dois desses espaços 5D anti-de Sitter, os físicos propuseram diferentes branes que poderiam ajudar a explicar diferentes forças.

Eles usaram o mesmo tipo de espaços para descrever o nosso universo 4D em expansão. E a teoria das cordas entra nisso com elas sendo os feixes de luz que estão expandindo para fora da dimensão extra para o nosso universo. "Toda a matéria existente no Universo corresponde às extremidades das cordas que se estendem para a dimensão extra", explica o comunicado.

Ideias

E, ao contrário dos modelos existentes das cordas, esse descreve algo como uma bolha crescente como um espaço 5D dentro e fora. É pouco provável que eles tenham conseguido explicar em uma única tentativa. Mas a física tem que lançar ideias interessantes que funcionem no papel, para que depois seja lançada na realidade.


Ei Fatos, não deixe de conferir:

2 SINAIS QUE FALTAM PARA JESUS VOLTAR - E SE FOR VERDADE

Próxima Matéria
avatar Bruno Dias
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.

Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+