• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Estudo mostra que apenas 5% do planeta ainda não foi tocado pelo homem

POR Diogo Quiareli    EM Natureza      16/01/19 às 16h03

O ser humano está explorando o nosso planeta cada vez mais e isso é um fato inegável. Graças às explorações, muitas coisas sobre o passado foram descobertas, como vilas, espécies de animais ou plantas que deixaram de existir e coisas do tipo. No entanto, mesmo com tantos anos, o planeta ainda não foi todo tocado pelo homem. Um relatório publicado recentemente no periódico Global Change Biology mostrou que 95% do globo terrestre já passou por algum tipo de interferência do homem. Há 5% do nosso planeta que ainda não foi tocado por ninguém. O mapa foi produzido pelo The Nature Conservancy, uma ONG que desenvolve ações de preservação do meio ambiente.

Essa tem como objetivo estruturar novas estratégias de conservação nos próximos anos. Para obter tais números, os pesquisadores da ONG usaram dados e imagens que foram obtidas por satélites. Assim, eles descobriram quais atividades humanas têm alterado as paisagens. Do planeta inteiro, apenas a Antártida ficou fora da análise. Após fazer esse mapeamento, um sistema de "classificação de ameaça" foi criado.

Foi a partir daí que os cientistas puderam apurar quais os biomas estavam mais comprometidos por causa da interferência humana. Segundo eles, mais da metade das ecorregiões (52%) foram classificadas como um tanto modificadas. Enquanto isso, 30% foram incluídas no grupo de baixa modificação. Foram apontados pelo relatório de atividades que mais modificam o meio ambiente, os assentamentos e agricultura. Hoje, elas são responsáveis por alterar 48% e 40% das terras. Os transportes, mineração, produção de energia e infraestrutura elétrica também compõem a lista dos modificadores da paisagem.

Em alguns casos, essas interferências proporcionadas por tais atividades podem se sobrepor. Por exemplo: casas, estradas, pastos, plantações e postes de rede elétrica em uma fazenda são considerados agentes de alterações de paisagem. A notícia boa é que dos 5% do planeta ainda intactos, a maior parte fica em regiões de alta latitude, ou seja, próximas aos pólos. Isso quer dizer que, de toda a Terra, apenas as áreas mais frias ainda não foram tocadas pelo homem. Já as florestas tropicais e subtropicais aparecem no extremo oposto e ocupam a posição dos biomas que mais sofrem com interferência do homem.

"As organizações concordam que as grandes paisagens que ainda estão intactas no planeta são prioridade de conservação. Mas nossos resultados sugerem que apenas a menor parte da terra do mundo permanece inalterada pelas atividades humanas, enquanto a maioria está em um estado de modificação intermediária. Essas áreas também precisam ser reconhecidas e receber a atenção necessária para conservar os préstimos que eles oferecem às pessoas e à própria natureza", disse Joe Kiesecker, um dos autores do relatório.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Lembrando sempre que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.

Próxima Matéria
Diogo Quiareli
Geminiano, 24 anos, goiano.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+