icone menu


Estudo sugere que fãs de terror lidam melhor com a pandemia de coronavírus

POR Letícia Dias    EM Notícias      15/07/20 às 11h23
capa do post Estudo sugere que fãs de terror lidam melhor com a pandemia de coronavírus

Que a atual conjuntura parece ter saído direto do roteiro de algum filme apocalíptico não é novidade. No entanto, um recente estudo aproximou ainda mais nossa dura realidade da sétima arte. Segundo um artigo escrito por Coltan Scrivner, estudante de Ph.D do Instituto de Mente e Biologia da Universidade da Chicago, pessoas que assistem filmes do gênero terror tem maior facilidade para lidar com a pandemia de coronavírus. A pesquisa foi conduzida neste ano, aproveitando toda a situação em torno do COVID-19. O objetivo de Scrivner era entender como aquilo que ele chama de "curiosidade mórbida" afeta os indivíduos. Embora ele também tenha relacionado esse comportamento à procura por informações factuais, foi o paralelo com o entretenimento que nos chamou a atenção. Acontece que, os participantes considerados curiosos mórbidos, relataram aumento do interesse em gêneros de terror e suspense que abordam temáticas pandêmicas e virais.

Como resultado desse estudo envolvendo 125 participantes, Scrivner acabou constatando que aqueles que assistem filmes de terror tendem a ter uma "predisposição adaptativa" ao "aprender sobre os aspectos perigosos e nojentos de uma ameaça". Além disso, o pesquisador ainda contou mais detalhes ao The Guardian. "Se um filme é bom, ele te atrai e te leva a adotar a perspectiva dos personagens. Assim você vai ensaiando inconscientemente os cenários", explicou Scrivner. Aliás, ele ainda disse que toda a polêmica em torno da compra excessiva de papel higiênico é um bom exemplo disso. "Você já viu isso com vezes nos filmes para não ser pego de surpresa", concluiu ele.

Pandemias no cinema

Outro detalhe apontado logo na introdução do artigo de Scrivner foi o aumento na procura por filmes relacionados à pandemias e contágios. Só para ilustrar, Contágio (2011) se tornou o segundo filme mais assistido da Warner Bros. Esse não é um caso isolado, Epidemia (1995) também contou com um crescimento parecido. Segundo o artigo em questão, esse fenômeno é resultado da busca de informações sobre a pandemia de coronavírus. Parece estranho as pessoas optarem por buscar referências em filmes quando se tem diversas fontes oficiais de maior credibilidade. No entanto, o diferencial nesse caso é que o cinema proporciona uma forma de escapismo juntamente com a habilidade do indivíduo de imaginar naquela situação e aprender com aquela experiência, mesmo que de forma totalmente abstrata.

E então, você se considera um curioso mórbido? Assistiu algum filme sobre pandemia nessa quarenta? Tem alguma recomendação de título sobre o tema? Compartilhe sua opinião com a gente.


Ei Fatos, não deixe de conferir:

A câmera das meninas desaparecidas revela fotos arrepiantes e sem explicação

Próxima Matéria
avatar Letícia Dias
Letícia Dias
Trabalhando pra falar de super-heróis, filmes e séries em tempo integral | @letdiax
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.

Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+