• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


A filha de Elizabeth II é considerada ''a melhor rainha que os britânicos nunca terão de verdade''

POR Leticia Rocha    EM Curiosidades      16/04/19 às 17h19

Talvez você nunca tenha ouvido falar sobre a princesa Ana (o nome da princesa pode ter outras nomenclaturas pela variação do idioma e a depender da fonte, contudo nós usaremos a forma mais usual). Ana é a única filha da rainha Elizabeth II. Nós perdoamos sua ignorância, mas talvez alguns britânicos não, já que eles a amam. Tanto que muitos dizem que ela é a melhor rainha que poderiam ter, mas que nunca terão. Isso porque na linha de sucessão ao trono, ela está na décima terceira posição. E a cada novo herdeiro, sua posição só cai nesse ranking.

Mas a verdade é que a princesa Ana nunca se importou muito com isso. Ser ou não uma rainha. E talvez seja justamente por isso que todos a amam. Ana sempre se permitiu viver mais livremente do que os outros membros da família real. Nem sempre seguindo as rígidas regras, que por exemplo, não apoiavam os matrimônios apenas por amor. Vocês sabem do que nós estamos falando. Conheça agora um pouco mais sobre a princesa Ana e o porquê de ela ser tão querida.

Infância de Ana

A filha da rainha nasceu em 1950, dois anos antes de sua mãe se tornar rainha. Elizabeth já tinha um outro filho, Charles, o herdeiro do trono. A menina tinha muito ciúmes dos pais e do irmão, pois ao que parecia, seu irmão sempre recebia mais atenção. A situação foi tão extrema que a própria governanta pediu ao casal real que fossem mais diplomáticos com a garota. Talvez seja por isso que Ana tenha crescido com a língua afiada e um tanto diferente dos demais membros da família real.

A menina sempre gostou de cavalos e de praticar esportes. Foi por isso que uniu as duas paixões e chegou a participar das Olimpíadas nas competições equestres. No ranking individual, a princesa ficou em 24° lugar e nas competições por equipes ficou em 9°. Mal sabia ela que no futuro, sua filha seguiria o mesmo caminho, dessa vez, levando a medalha de ouro para a Grã-Bretanha, mas isso já é outra história.

Vida de Ana

Sabe toda essa história de integrantes da família real se casarem com plebeus? Pois quem começou com isso foi Ana quando se casou com Mark Phillips, um cavaleiro sem nenhum título. É claro que isso não agradou a rainha, mas Ana mesmo assim seguiu em frente. Assim que se casou, Ana perdeu o título de princesa e os filhos que nasceram desse casamento também foram considerados plebeus.

A rainha até tentou intervir, e em 1987, concedeu o título de princesa real a Ana. No entanto, seus filhos permaneceram como plebeus. Há boatos de que a rainha queria lhes dar os títulos, mas a filha teria recusado para poupar os filhos de todas as regras que são impostas à família real. E não pense que para por aí, Ana continuou a surpreender as pessoas.

Em 1992 seu casamento chegou ao fim e não muito tempo depois, ela se casou com Timothy Lawrence, comandante da Marinha Real. Ana foi o primeiro membro divorciado da família real que se casou novamente. E não pense que Ana tem o título de princesa apenas por capricho. A princesa realmente gosta de trabalhar e estar envolvida com a comunidade, tanto que, em 2014, ela foi o membro da família real que mais trabalhou. Participou de mais de 600 eventos oficiais, foi até mais presente que a própria rainha. E é por essas e outras que a princesa é tão querida e admirada pelos britânicos, que infelizmente, nunca a terão como rainha.

Próxima Matéria
Via   adme  
Leticia Rocha
Jornalista e aprendiz de Dani Noce. No insta é ticia_rochaa
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+