• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Frigga, a mãe dos deuses nórdicos

POR Jesus Galvão    EM Curiosidades      08/10/19 às 16h25

Na mitologia germânica, vários são os panteões de deuses. Um panteão muito conhecido é representado pelos Aesir, deuses do céu e dos guerreiros, cujo mundo é Asgard, localizado no topo da Árvore do Mundo. Frigga é a Deusa-Mãe da dinastia de Aesir, na mitologia nórdica. Ela é a esposa de Odin, madrasta de Thor e mãe adotiva de Loki. Frigga é considerada a deusa da fertilidade, do amor e da união. Apesar de Frigga ser uma deusa do alto escalão nórdico, as poucas fontes sobreviventes nos relatam muito pouco sobre sua personalidade, ações ou demais atributos.

Na verdade, muito do que é dito sobre ela, também é compartilhado pela deusa Freya. Entretanto, apesar das semelhanças e de, muitas vezes, serem confundidas, sabe-se que elas são divindades distintas. Isso fica muito claro no final da Era Viking, quando as fontes são registradas e as duas figuras do panteão nórdico são, de fato, separadas umas da outras.

Quando se casa com Odin, ela tem dois filhos, Balder e Hod. Além de Thor, ela também se torna madrasta de Heimdall, Höder, Hermod, Tyr, Bragi, Vidar e Vali. Ela é a única a ganhar a permissão de Odin, para se sentar em seu alto trono, o Hlidskjalf, de onde se pode avistar todo o Universo. O nome de seu palácio é Fensalir, o nome significa "salão de marés". Muitas mulheres costumavam ir até o lugar, localizado em terras pantanais, para louvar a deusa Frigga.

Ela pode estar associada à sexta-feira. A palavra "sexta-feira", inclusive, em idiomas germânicos, como o inglês, tem o nome de Frija. Sendo esta uma deusa germânica do período em que Freya e Frigga eram confundidas ou ditas serem a mesma divindade. Embora nenhum dos outros povos germânicos tenha retratado Frija como se ela fosse duas deusas. Tal abordagem, de fato, é exclusiva das fontes nórdicas.

Deusa Frigga

Frigga é a deusa do casamento. É a protetora do lar e das famílias e era muito amada pelas mulheres casadas. Além do mais, durante o parto, era para ela que as parturientes pediam por ajuda. Do mesmo modo, Frigga também foi solicitada nas artes domésticas e nas 'indústrias' caseiras. Especialmente na fiação de lã, que costumava ser a ocupação de grande parte das mulheres no norte da Europa. De acordo com as lendas, Frigga puxava a lã das ovelhas da nuvem, para tecer as roupas dos Aesir.

A deusa nórdica possuía várias servas, assim como outras deusas. Ela, supostamente, tinha uma forte ligação com uma delas, Fulla. Em suma, esta era conhecedora de todos os segredos de Frigga. Elas conversavam sobre tudo e a deusa confiava cegamente nela. Gna é outra de suas servas, a quem Frigga atribuía a responsabilidade de cuidar de todas as suas necessidades. Além de ser sua mensageira mais confiável. Em suma, quando Frigga desejava proteger uma pessoa ou um objeto, ela mandava uma outra de suas servas de confiança, chamada Hlin.

Frigga é uma deusa muito popular entre aqueles que celebram a religião do norte. Muito disso, devido aos poucos arquétipos de deusas casadas e grandes parceiras de homens poderosos, que ainda mantêm seu próprio poder e autoridade.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião. Posteriormente, não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+