• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Gorila que sabe se comunicar dá o seu recado para a humanidade

POR Rafael Miranda    EM Mundo Animal      21/12/15 às 14h01

Koko, o gorila, é um animal famoso por sua habilidade de se comunicar com seus guardiões usando a linguagem de sinais. O que chamou a atenção do mundo recentemente é que ele está mostrando sinais de que pode ser capaz de aprender a falar.

Alguns sons mais comuns foram aprendidos pelo animal de 44 anos de idade. Isso poderia mudar a percepção de que os seres humanos são os únicos primatas com a capacidade para se comunicar. Koko tem desenvolvido comportamentos vocais e de respiração associados com a capacidade de falar, o que acreditavam que era impossível.

Na década de 1930 e 1940, diversos psicólogos tentaram fazer um experimento com chimpanzés sendo criados junto de crianças humanas. Na época, os cientistas falharam em ensinar os animais a falar. Desde então, tem sido geralmente aceito que os macacos não são capazes de controlar voluntariamente os sons que eles produzem ou mesmo a sua respiração.

1

Especialistas também acreditam que o repertório vocal de cada espécie de macaco pode ser corrigido e se assemelhar com a fala humana mas isso dependeria da capacidade de aprender novos sons e padrões respiratórios, algo que não foi bem sucedido até hoje. O novo estudo parece contradizer que a fala essencialmente evoluiu na linhagem humana desde o nosso último ancestral comum com os chimpanzés.

Marcus Perlman, um pesquisador pós-doutorado da Universidade de Wisconsin-Madison, começou o trabalho de investigação na Fundação Gorilla em 2010, onde Koko passou mais de 40 anos. O animal vive imerso com os seres humanos e interage durante horas por dia com o psicólogo Penny Patterson e o biólogo Ron Cohn.

Antigamente pensava-se que os seres humanos eram os únicos primatas que aprenderam a falar, copiando a fala dos indivíduos. Agora, cientistas da Universidade de Princeton descobriram que saguis que vivem nas florestas do nordeste do Brasil, tem um comportamento similar.

2

Os animais adultos normalmente trocam sinais vocais nas copas das árvores e "ensinam" os ruídos para suas crias. Os animais mais jovens parecem ouvir e aprender com seus pais. 'Eu entrei para a fundação com a ideia de estudar os gestos de Koko e a vi praticar todos estes comportamentos vocais incríveis", disse Pearlman.

Juntamente com Nathaniel Clark, da Universidade da Califórnia, ele analisou 71 horas de vídeo de Koko interagindo com humanos e encontrou repetidos exemplos de seu incrível comportamentos vocal voluntário. A fala de Koko exigia controle sobre sua vocalização e respiração, algo que parecia impossível.

Estes foram comportamentos aprendidos e não fazem parte do repertório típico de um gorila. Os pesquisadores observaram que Koko disse algo similar a "framboesa", quando ela queria um aperitivo. O animal também sabe assoar o nariz em um tecido, tocar instrumentos de sopro, limpar um par de óculos antes de usa-lo e imitar conversas telefônicas ao tagarelar sem palavras em um telefone.

3

'O animal não produz um som bonito e periódico. Quando Koko executa estes comportamentos ela usa as mesmas características da fala" diz o Dr. Perlman. Koko pode controlar sua laringe para produzir um som controlado."

O gorila talentoso também pode fingir que está tossindo, algo fácil para os seres humanos mas impressionante para um macaco porque isso exige que o animal feche sua laringe. Koko muitas vezes interpreta seus instrumentos de sopro por diversão, mas ela tende a tossir quando Penny e Ron recebem o comando.

Marcus Perlman, acredita que todos os comportamentos que Koko aprendeu se deve a sua vivência com humanos desde os 6 meses de idade. "Presumivelmente, ela não é mais dotado do que outros gorilas", disse ele. "A diferença é apenas suas circunstâncias ambientais. Você, obviamente, não vê esse tipo de coisa em populações selvagens."

6

"Ela mostra o potencial nas condições ambientais adequadas para macacos para desenvolver um pouco de controle flexível sobre seu trato vocal. Não é tão bom quanto o controle humano, mas é certamente o controle. "

No ano passado, Koko ficou comovida com a morte de Robin Williams. A notícia da morte prematura de Robin Williams fez com que o animal fosse transferido quase às lágrimas com a notícia de que seu amigo tinha falecido. Em 2001, Williams visitou a fundação e rapidamente fez amizade com Koko, fazendo-a rir pela primeira vez em seis meses.

Koko surpreendeu o mundo com uma mensagem enviada ao COP 21. Em um vídeo, ela diz:

"Eu sou gorila...
Eu sou flores, animais...
Eu sou natureza...
Homem Koko ama...
Terra Koko ama...
Mas homem estúpido...
estúpido...
Koko lamenta...
Koko chora...
Tempo voa...
Consertar Terra...
Ajude a Terra...
Proteja a Terra...
Natureza vê você...
Obrigado."

Próxima Matéria
Via   Daily Mail  
Imagens Daily Mail
Rafael Miranda
Criando forças para segurar o forninho de cada dia. Instagram: @rafaelmiranda17
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+