• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


A história de Thich Quang Duc, o monge queimado vivo

POR Mateus Graff    EM História      19/10/18 às 19h33

A Guerra do Vietnã foi um grande conflito armado que aconteceu no Vietnã, Laos e Camboja de 1 de novembro de 1955 até a queda do govern, no dia 30 de abril de 1975. Tudo começou quando um golpe de Estado foi dado, tirando do poder o presidente Ngo Dinh Diem, do Vietnã do Sul.

Essa guerra foi algo marcante e que ficou na memória de muitos vietnamitas e norte americanos. Mas existe uma imagem que ficou marcada: a foto de um monge pegando fogo. Não estamos exagerando, a foto acima mostra um monge budista sendo queimado vivo nas ruas de Saigon no dia 11 de junho de 1963. Mas por que diabos esse monge estava pegando fogo? Quem foi que colocou fogo em uma pessoa? A gente conta cada detalhe da história dessa foto para vocês.

A história do monge Thich Quang Duc

As coisas no Vietnã não estavam muito boas. Os budistas haviam divulgado uma lista de cinco demandas que exigiam igualdade religiosa e justiça para os mortos. Na época, muitos repórteres ficaram sabendo sobre as intenções do monge, que pretendia atear fogo em si mesmo em protesto contra o regime de Diem, que era pró-Catolicismo. Ninguém acreditou no monge, a não ser um fotógrafo chamado Malcolm Browne.

Browne seguiu o monge em uma procissão com mais de trezentas pessoas. Quando ele chegou ao centro da cidade, Duc sentou em uma almofada no meio de um movimentado cruzamento de Saigon. Depois foi derramada uma lata de gasolina no monge. Ele, tranquilamente, sentou na almofada e começou a cantar uma oração budista.

O monge segurava um fósforo na mão e depois das últimas palavras da sua oração, ele ascendeu tal fósforo. A multidão entrou em pânico. O monge não moveu um músculo e não emitiu som algum.

A partir daí, sua imagem foi parar na primeira página dos jornais de quase todos os países. Naquele tempo, essa foi a primeira vez que a palavra Vietnã estava na boca de todo o mundo.

Hoje em dia, a fotografia do "Monge Ardente", onde mostra Thich Quang Duc sendo queimado, se tornou um símbolo universal da resistência e luta contra a injustiça.

Só para vocês terem uma ideia, o presidente dos EUA na época, John F. Kennedy, disse que ficou chocado com a imagem e disse que era preciso fazer algo em relação ao regime.

Esse ato deu início à rebelião e, tempos depois, à morte de Ngo Dinh Diem. Thich Quang Duc foi muito mais do que um homem e um "Monge Ardente". Ele deu sua vida por causa de um homem e acabou alcançando os seus objetivos.

 

Até a banda Rage Against the Machine usou a foto do monge na capa do seu primeiro álbum. Um ato de coragem e que custou sua vida, mas foi assim que Thich Quang Duc ajudou a derrubar um governo.

Próxima Matéria
Mateus Graff
https://www.instagram.com/mateusgraff/ https://www.facebook.com/mateus.adjutomartinsgraff
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+