• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Homem precisa passar por uma cirurgia de emergência após roer unhas

POR Diogo Quiareli    EM Curiosidades      29/01/20 às 18h26

Você possui algum hábito um tanto popular, que gostaria de se livrar, mas se vê viciado? Acredite, muitas pessoas vivem essa realidade. Existem aqueles com mania de limpeza, que não conseguem ficar em lugares com o mínimo de sujeira. No entanto, por mais que as pessoas digam que isso é apenas uma mania, vai além. Trata-se de um transtorno psicológico, diferente de roer as unhas, por exemplo. Muitas pessoas se consideram viciadas em roer unhas. Geralmente, fazem isso quando estão nervosas ou ansiosas, diante de alguma situação. Quem mantém esse hábito faz até mesmo sem perceber e, por isso, recorre a métodos para acabar com isso, embora não seja fácil.

No entanto, o que não imaginam é que isso pode trazer vários riscos à saúde física. Um dos motivos é: nossas mãos estão em contato com tudo, a todo o momento, ou seja, são os lugares do corpo com mais bactérias. A partir do momento em que roemos as unhas, estamos colocando mais bactérias em nosso organismo. A prova dos perigos de fazer isso é Steven MacDonald. O homem, de 48 anos, precisou passar por uma cirurgia emergencial, após roer as unhas de suas mãos. Trouxemos um pouco mais sobre o caso. Confira conosco.

Cirurgia após roer as unhas

Steven MacDonald precisou de ajuda médica, após contrair uma forte infecção. Essa se desenvolveu após ele roer suas unhas. Esse caso ocorreu na Escócia, e foi logo compartilhado pela noiva do homem, Karen Peat, no Facebook. Na publicação, ela contou que os dois notaram uma vermelhidão no dedo de MacDonald. Perceberam que aquele era um ferimento, onde ele havia roído a unha. No entanto, não procuraram por ajuda médica, até surgir um inchaço e pus na região.

"Ele esteve em suas farmácias e conversou com os dois farmacêuticos nos últimos dias. Eles o aconselharam usar sulfato de magnésio e manter o dedo coberto", escreveu a mulher, na publicação. Sua situação, no entanto, continuou piorando e os dois decidiram ir ao Hospital Universitário Monklands, em Coatbridge. No local, o casal descobriu que o homem estava com um caso grave de paroníquia. Essa é uma infecção cutânea ao redor da unha.

De acordo com os médicos, a contaminação já estava se espalhando pelo corpo. Sendo assim, os médicos precisaram fazer uma cirurgia de emergência. "Nos disseram que, se demorássemos muito mais tempo, poderia ter sido fatal. Isso porque a infecção estava subindo pelo braço, portanto, a cirurgia foi de emergência", completou a mulher. Após a cirurgia bem sucedida de duas horas, o escocês foi mantido em observação por mais quatro dias."Esta provação me ensinou uma grande lição: para qualquer roedor de unhas por aí, por favor, afaste seu dedo dos dentes!", brincou em uma entrevista.

A imagem de como o dedo é um pouco pesada, mas mostra como ele ficou após um tempo, caso queira ver clique no link. 

E aí, o que você achou dessa matéria? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Lembrando sempre que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.

Próxima Matéria
Via   Revista Galileu  
Diogo Quiareli
Geminiano, 25 anos, goiano.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+