icone menu


Humanos vão devolver uma rocha para Marte depois de 600 mil anos

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      28/07/20 às 14h19
capa do post Humanos vão devolver uma rocha para Marte depois de 600 mil anos

Marte é um dos planetas mais explorados em nosso sistema solar, sendo o único a receber robôs da NASA com o objetivo de aprimorar a análise de campo. Várias descobertas ao longo dos anos sugerem que o Planeta Vermelho pode ter tido vida em algum momento.

O mundo possui uma certa fascinação sobre Marte. Ele é planeta do sistema solar, fora o nosso próprio, que mais nos interessa e faz nossa imaginação voar longe. Consequentemente, todo mundo quer ir para Marte. E várias missões são pensadas tendo esse planeta como seu alvo.

E os humanos estão prestes a fazer história enviando, pela primeira vez, um pedacinho de uma rocha marciana de volta para o seu planeta de origem. O fragmento do meteorito Sayh al Uhaymir 008, ou SaU 008, irá de carona com a missão do rover Perseverance da NASA nessa quinta-feira. Esse fragmento voltará ao seu planeta depois de aproximadamente 600 mil anos e cerca de mil anos depois de chegar à Terra.

Rocha

O Perseverance irá usar o SaU 008 para calibrar seus scanners e instrumentos sensíveis logo que aterrissar em Marte. E ele será tratado como um ponto de referência para as outras rochas e materiais que vão ser encontrados na jornada do rover por Marte.

Existem várias coisas que não são sabidas a respeito da composição geológica de Marte. Por isso, esse fragmento de rocha que veio de lá e foi analisado de forma ampla será um ponto de comparação bastante útil.

"Esta pequena rocha tem uma história de vida. Ele se formou cerca de 450 milhões de anos atrás, foi explodido em Marte por um asteroide ou cometa cerca de 600.000 a 700.000 anos atrás e pousou na Terra. Não sabemos exatamente quando, mas talvez 1.000 anos atrás. E agora está voltando para Marte", explicou Caroline Smith, diretora de coleções de ciências da terra e curadora principal de meteoritos do Museu de História Natural do Reino Unido.

O meteorito foi encontrado em Omã em 1999, e o fragmento SaU 008 faz parte da coleção do Museu de História Natural desde 2000. As bolhas minúsculas de gás que estavam retidas dentro da rocha  correspondem exatamente às condições atmosféricas de Marte. Foi assim que foi sabida sua origem.

Pesquisa

Um pedaço pequeno do SaU 008 irá ser colocado no SHERLOC (canning habitável Ambientes com Raman e de luminescência para orgânicos e produtos químicos) que será carregado pelo Perseverance. E ele irá usar o laser para analisar a composição química e biológica de rochas de Marte.

Esse estudo deve ficar mais preciso e confiável se tendo um meteorito do planeta à mão. Além disso, o SHERLOC está levando outros nove materiais para testar na atmosfera de Marte.

"O instrumento SHERLOC é uma oportunidade valiosa para se preparar para o voo espacial humano. E para realizar investigações científicas fundamentais da superfície marciana. Isso nos fornece uma maneira conveniente de testar material que manterá os futuros astronautas em segurança quando chegarem a Marte", disse Marc Fries, o co-investigador e curador de materiais extraterrestres do Johnson Space Center.

Missão

Segundo um artigo apresentado na 50ª Conferência de Ciência Lunar e Planetária em 2019, a volta de uma parte da SaU 008 também tem "fins únicos de educação e divulgação pública". O envio da rocha marciana pode ser um golpe publicitário mas ainda sim tem um propósito muito útil.

"O pedaço de rocha que estamos enviando foi escolhido especificamente porque é o material certo em termos de química. Mas também é uma rocha muito dura. Alguns dos meteoritos marcianos que temos são muito frágeis. Esse meteorito é tão resistente quanto botas velhas", explicou Smith.

A missão do Perseverance está marcada para ser lançada no dia 30 de julho. E ela será transmitida pelo canal da NASA no YouTube.


Ei Fatos, não deixe de conferir:

A câmera das meninas desaparecidas revela fotos arrepiantes e sem explicação

Próxima Matéria
avatar Bruno Dias
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.

Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+