• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Isso é o que acontece com o cérebro de um idoso quando começa a jogar videogame

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      27/09/19 às 19h38

O cérebro humano é o órgão mais importante para a nossa vida. Até porque é ele que nos permite pensar, respirar ou mesmo caminhar. Cada parte do cérebro tem sua função exclusiva. Mas essas partes se conectam entre si para fazer a composição mais perfeita do corpo humano, ou seja, o cérebro. É o órgão quem nos faz acordar, atravessar a rua e fazer várias outras coisas indispensáveis.

cérebro humano médio pesa cerca de 1,4 kg, mede 14 centímetros de largura, 13 de altura e representa apenas 2% do peso corporal. Mesmo sendo tão pequeno, contêm todas as informações de nossas vidas, escondendo os maiores mistérios da humanidade.

E assim, como nós e nosso corpo, o cérebro também vai envelhecendo com o passar dos anos. Quase todo mundo já deve ter ouvido de alguém mais velho que a cabeça não está funcionando, como costuma antigamente. Mas assim, como a idade está se tornando, apenas um número, um estudo quis saber o que aconteceria com o cérebro de um idoso, se ele começasse a jogar videogame.

Esse estudo foi feito na Universidade da Califórnia e descobriu que os exercícios online de jogos de videogames podem fazer com que pessoas de 70 e 80 anos, sejam capazes de fazer multitarefas, cognitivamente, tal qual pessoas com 50 anos ou mais.

Essa habilidade é bastante importante nos dias em que vivemos. Porque, a cada minuto, temos a investida de novas informações sobre praticamente tudo. E dividir a atenção, para conseguir captar tudo o que nos é passado, pode ser bastante difícil, principalmente, para as pessoas idosas.

Estudo

"O cérebro não é um músculo. Mas, como nosso corpo, se exercitarmos e treiná-lo, podemos melhorar nosso desempenho mental", disse o principal autor Mark Steyvers, professor de ciências cognitivas da universidade.

"Descobrimos que pessoas nas faixas etárias mais altas que concluíram tarefas de treinamento específicas foram capazes de reforçar a capacidade de seu cérebro de alternar entre tarefas no jogo. Em um nível semelhante ao de jovens de 20 e 30 anos não treinados", continuou.

Steyvers e seus colegas fizeram uma parceria com a Lumosity, que é uma plataforma online, que tem vários jogos diários para o treinamento cerebral. Mas, para o estudo, eles se concentraram no jogo "Ebb and Flow". Esse é um jogo de troca de tarefas, que desafia a capacidade do cérebro em alternar os processos cognitivos. As pessoas tinham que interpretar formas e movimentos.

Conclusão

Milhões de pessoas jogaram esse jogo entre 2012 e 2017. Mas, os pesquisadores pegaram o desempenho aleatório de, aproximadamente, mil jogadores em duas categorias. Foram aquelas pessoas que tinham entre 21 e 80 anos e que fizeram menos de 60 sessões. E aquelas entre 71 e 80 anos, que fizeram pelo menos mil sessões.

A descoberta foi que, a maioria dos jogadores mais velhos e altamente treinados, era capaz de se igualar ao desempenho dos jogadores mais jovens que não tinham jogado muito. Mas os idosos tiveram um declínio, assim, que os jovens começavam a ficar mais treinados.

"Os avanços médicos e o estilo de vida melhorado nos permitem viver mais. É importante levar em consideração a saúde do cérebro nessa equação. Mostramos que, com uma manutenção consistente, a juventude cognitiva pode ser mantida nos nossos anos dourados", concluiu Steyvers.

Próxima Matéria
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+