• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Joaquin Phoenix quase foi o Batman no começo dos anos 2000

POR Letícia Dias    EM Notícias      18/04/20 às 11h16

Recentemente, comentamos sobre a enorme repercussão gerada por Quentin Tarantino após o cineasta revelar que quase dirigiu um filme do Luke Cage nos anos 90. Assim, aproveitamos a deixa para falar um pouco sobre as ideias bizarras de adaptações de filmes de super-heróis que já rolaram em Hollywood. Por exemplo, Tim Burton quase dirigiu um filme do Superman estrelando Nicolas Cage como uma versão sombria do herói. Além disso, por pouco as Irmãs Wachowski não roteirizaram um longa onde o Homem-Borracha seria um ambientalista. Pois então, quando achávamos que as novidades tinham acabado, fomos bombardeados por uma nova informação. De acordo com o ComicBookMovie.com, Darren Aronofsky havia sido contratado para dirigir um filme do Batman e pretendia escalar Joaquin Phoenix como o Homem-Morcego.

Ao passo que o nome de Aronofsky pode não te parecer familiar, garantimos que alguns de seus filmes são. O diretor é conhecido por filmes controversos, porém sempre impactantes. Sendo assim, dentre as principais obras do cineasta podemos citar Réquiem para um Sonho, Cisne Negro e Mãe!. Em contrapartida, Phoenix dispensa apresentações. Considerando que o ator foi um dos nomes mais falados do ano passado após sua performance em Coringa, é difícil imaginá-lo em qualquer outro papel. Já sabíamos que Phoenix havia recusado alguns papeis importantes na Marvel. No entanto, é surpreendente saber que ele quase interpretou o nêmesis de seu - até então - personagem mais popular.

Aparentemente, após o sucesso de Réquiem para um Sonho, a Warner Bros. contatou Aronofsky para projetar um reboot do Batman. Em suma, o diretor iria adaptar Batman: Ano Um de Frank Miller para a grande tela. No entanto, alguns conflitos criativos acabaram impossibilitando o desenvolvimento do Batman de Aronofky. Coincidentemente, quem acabou levando essa ideia para os cinemas foi Christopher Nolan.

O Batman de Aronofsky

Assim como dissemos acima, houve divergências criativas entre Aronofsky e o estúdio. Só para exemplificar o que o diretor estava planejando, vamos apresentar algumas de suas ideias. Pra começar, Alfred Pennyworth, o mordomo mais amado da cultura pop, seria reinventado como "Pequeno Al", o dono de uma oficina; enquanto isso, Bruce Wayne se tornaria um sem-teto após o assassinato de seus pais. Embora seja completamente diferente do que estamos acostumados, conhecendo Aronosfky, é certo que o roteiro tinha potencial. Porém, recentemente o diretor falou um pouco sobre o que aconteceu. "O estúdio queria Freddie Prinze Jr. e eu queria Joaquin Phoenix. Eu lembro de pensar, 'estamos fazendo dois filmes diferentes aqui'. Essa é a verdadeira história. Era um época diferente. O Batman que eu escrevi era definitivamente bem diferente do que eles acabaram fazendo", contou o cineasta.

Embora essa revelação de Aronofsky tenha despertado em nós a curiosidade de como teria sido sua adaptação do Batman, não podemos reclamar. Como resultado da saída do diretor de Cisne Negro da jogada, Nolan assumiu o comando e nos deu uma excelente trilogia do Cavaleiro das Trevas.

Próxima Matéria
Via   ComicBookMovie  
Imagens Warner Bros.
Letícia Dias
Trabalhando pra falar de super-heróis, filmes e séries em tempo integral | @letdiax
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+