icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


Jovem descobre lápides medievais em cemitério da Escócia

POR Bruno Destéfano EM Curiosidades 10/04/19 às 14h01

capa do post Jovem descobre lápides medievais em cemitério da Escócia

E se você descobrisse, ao acaso, evidências da ancestralidade viking em um cemitério? Foi o que aconteceu com o jovem Mark McGettigan, de apenas 14 anos. Durante pesquisa arqueológica na Antiga Igreja Paroquial da Escócia, foram encontradas pedras esculpidas com padrões no mínimo... singulares. "Eu estava apenas cutucando o chão para ver se havia alguma coisa lá, e de repente fez um barulho e percebi que tinha acertado algo", disse o descobridor das lápides medievais em cemitério da Escócia, Mark McGettigan.

A descoberta

Voluntários da escavação da comunidade "Pedras e Ossos" partiram em busca de um conjunto de lápides medievais em cemitério da Escócia, ao lado da Antiga Igreja Paroquial de Govan. As conexões entre as peças são evidências de uma herança Viking compartilhada, que interliga a Escócia com outros centros de poder viking no Reino Unido e na Irlanda.

Mark encontrou o que seria a primeira das três pedras medievais, parte de uma coleção chamada Govan Stones. As novas descobertas, que datam dos séculos 10 e 11, apresentam desenhos de cunho celta semelhantes aos das pedras alojadas dentro da igreja próxima ao cemitério.

Poder medieval

"Esta é a descoberta mais excitante que tivemos em Govan nos últimos 20 anos", disse Stephen Driscoll, professor de arqueologia histórica da Universidade de Glasgow. "As pedras reforçam o argumento a respeito de Govan como um importante centro de poder medieval".

Trinta e uma pedras de Govan já haviam sido encontradas e preservadas dentro do museu da igreja paroquial. No entanto, outras 15 estavam aparentemente perdidas. As três pedras redescobertas são esculpidas com desenhos e cruzamentos celtas. Não foram encontrados restos mortais junto com as pedras. Elas foram movidas pelo cemitério e até reutilizadas ao longo dos séculos.

As buscas continuam

Os arqueólogos esperam que as descobertas não parem por aí. A antiga igreja paroquial de Govan está atualmente sendo reformada e a coleção de pedras terá uma nova exibição. Enquanto isso, os voluntários continuam a procurar lápides medievais em cemitério da Escócia. A escavação está sendo realizada pela instituição beneficente Northlight Heritage, com financiamento do City Deal da Região da Cidade de Glasgow e da Govan Cross Townscape Heritage Initiative.

Hoje, a antiga Igreja Paroquial de Govan fica em um antigo local de culto: a Igreja de São Constantino. Arqueólogos encontraram artefatos cristãos no local que datam pelo menos do ano 500. Entretanto, Govan é mais famosa por suas pedras esculpidas que datam entre os anos 800 e 1000.

De acordo com a Igreja Paroquial da Antiga Govan, a mais impressionante das pedras foi esculpida durante a primeira parte deste período. É uma espécie de túmulo feito de um único pedaço rochoso, esculpido com imagens de um guerreiro montado num cavalo.


Próxima Matéria
avatar Bruno Destéfano
Bruno Destéfano
Escritor, fotógrafo e jornalista // Deixe que o conhecimento te revolucione de dentro para fora.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest