icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


Malásia separa 60 contêineres de lixo e promete devolver para país que os ''enviou''

POR Diogo Quiareli EM Curiosidades 31/05/19 às 16h33

capa do post Malásia separa 60 contêineres de lixo e promete devolver para país que os

O mundo é bastante desequilibrado e alguns países acabam "montando" em outros para conseguirem o que querem. Assim como na vida real, com pessoas, os países mais ricos se sobressaem em cima dos países mais pobres. É comum ver um certo abuso da Europa ou América do Norte sobre países africanos e até mesmo latinos. Isso se comprova ainda mais quando paramos para analisar o preconceito. Um episódio destacando o descarte de lixos na Malásia e a revolta do país contra Londres, foi pauta em diversos portais de notícia essa semana.

A Malásia afirmou que vai começar a devolver o lixo plástico ao Reino Unido. Disseram ainda que o país "não é uma lixeira para países ricos". De acordo com a Ministra do Meio Ambiente da Malásia, milhares de toneladas de lixo têm entrado no país asiático de forma ilegal. Isso começou a acontecer após a China barrar a importação de plástico no ano passado. Yeo Been Yin contou que 60 contêineres já estão completamente cheios de lixo plástico. Os mesmos estão prontos para voltarem ao seu país de origem.

No total, mais de 3,3 mil toneladas de plásticos não reciclados dos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido e Austrália devem ser enviados de volta em breve. Além de todo plástico, lixo eletrônico do Japão, China e Arábia também foram parar no país. Há ainda milhares de caixas de leite totalmente contaminadas da Austrália e CDs de Bangladesh, informou o site Metro. "Nós vamos lutar. Mesmo que sejamos um país pequeno, não seremos destratados por países mais desenvolvidos", apelou a ministra em um pronunciamento.

Somente o Reino Unido exporta anualmente mais de 650 mil toneladas de plástico não-reciclado para Malásia e Indonésia. A ministra ainda informou que, em um estudo recente, concluiu-se que uma pessoa morre a cada 30 segundos em países em desenvolvimento em consequência de doenças causadas por lixo e poluição, como dengue e malária. A fumaça que sai da queima dos restos de embalagens também é a razão para, em média, 3,7 milhões de mortes por ano.

Lixo na Malásia

É assustador saber que uma em cada quatro pessoas do mundo não têm o seu lixo coletado de forma correta. Sendo assim, os mares recebem em média 12,5 milhões de toneladas de lixo plástico todos os anos. Sendo assim, é de extrema irresponsabilidade, da parte de países como o Reino Unido e outros, fazer esse despejo ilegal. Além do grande transtorno para a economia do receptor, que precisa gastar com o lixo, a ação resulta em terríveis mortes em massa. Esse problema começou no sudeste da Ásia, ainda no começo de 2018, quando a China mudou o seu comportamento em relação ao lixo plástico. A Malásia confirmou que vai enviar de volta tudo aquilo que foi despejado no país de forma ilegal.

E aí, o que você achou dessa matéria? E a atitude da Malásia? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Lembrando sempre que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento. Aproveite para fazer um tour por nosso site e viaje em um universo de curiosidades.


Próxima Matéria
Via   The Guardian     Virgula  
avatar Diogo Quiareli
Diogo Quiareli
Geminiano, 26 anos, goiano. Amante de música pop, fã de Katy e Luan.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest