• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Marinha americana admite que esses vídeos de OVNIs são reais

POR Jesus Galvão    EM Ciência e Tecnologia      18/09/19 às 18h06

Uma série de três vídeos, que mostram OVNIs em pleno voo pelo céu, teve sua autenticidade verificada pela Marinha dos Estados Unidos. Tais videos 'vazaram' na internet, ao longo dos últimos dois anos. As imagens, que circulavam na web, há algum tempo, causou grande comoção na internet. Os internautas há muito se perguntavam se elas eram, ou não, reais.

A organização militar estadunidense, além de informar que as gravações são verdadeiras, insistiu que essas imagens nunca deveriam ter sido divulgadas. "A Marinha designa os objetos contidos nesses vídeos como 'fenômenos aéreos não identificados'", disse Joseph Gradisher, porta-voz da organização, ao The Black Vault, site dedicado a expor segredos. Do mesmo modo, que revelar documentos governamentais.

Em suma, tal terminologia tem sido amplamente utilizada, pela comunidade que estuda os fenômenos ufológicos. "Fenômenos aéreos não identificados" fornece "o descritor básico para avistamentos / observações de aeronaves / objetos não autorizados / não identificados que foram observados entrando / operando no espaço aéreo de várias faixas de treinamento controladas por militares", completou Gradisher.

Em síntese, os três vídeos em questão foram intitulados como "FLIR1", "Gimbal" e "GoFast". As filmagens mostram dois encontros entre aeronaves da Marinha estadunidense e dos OVNIs. Um deles foi filmado em 2015, na costa leste do país. Ademais, a filmagem foi feita por um avião de caça. Supreendentemente, utilizando um equipamento de visão infravermelha avançado. "Uau! O que é isso, cara? Olhe para aquele voo!", disse um dos pilotos a bordo da aeronave no vídeo.

Fenômenos aéreos não identificados

O outro vídeo foi gravado com um equipamento similar, na costa da Califórnia, em 2004. As imagens foram registradas por pilotos, que voaram de porta-aviões USS Nimitz. Eles conseguiram registrar o exato momento, em que um objeto, que foi chamado de "Tic Tac" - devido a forma similar à famosa pastilha, desceu de 60.000 pés para 50 pés, em questão de segundos. Ao mesmo tempo, um dos pilotos informou que houve um distúrbio na água, do tamanho de um campo de futebol.

Em todos os vídeos, tais objetos não identificados realizaram manobras, que não seriam possíveis com a tecnologia de aviação atual. O que deixou muita gente intrigada, incluindo a comunidade científica. Em 2014, um piloto da Marinha quase se chocou com um OVNI, enquanto realizava uma missão, perto de Virginia Beach, localizada no estado americano da Virgínia.

Na época, o Departamento de Defesa estadunidense não teceu nenhum comentário sequer, a respeito do assunto. Porém, o ex-oficial de inteligência militar, Luiz Elizondo, que liderou um programa do governo sobre OVNIs, revelou que 'havia muitas coisas que o público ainda não sabia sobre o tema. "Minha crença pessoal é que há evidências muito convincentes de que podemos não estar sozinhos", disse Elizondo à CNN, em 2017.

Em um post recente, no Facebook, a organização, To the Stars Academy, criada por Tom DeLonge, ex-guitarrista/vocalista da banda de punk rock, Blink 182, se manifestou. Na ocasião, escreveu que a Marinha ter confirmado a veracidade das filmagens, representava "outro dia emocionante de progresso para a TTSA e nossa comunidade de apoiadores".

Então pessoal, o que acharam da matéria? Vocês já avistaram algo de diferente pelos céus? Possuem algum relato de aparições sobrenaturais? Acreditam que estamos sozinhos no universo? Deixem nos comentários a sua opinião. Posteriormente, não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+