icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


Mel ou remédios, qual é o melhor para resfriados? Um novo estudo respondeu essa pergunta

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      21/08/20 às 15h56
capa do post Mel ou remédios, qual é o melhor para resfriados? Um novo estudo respondeu essa pergunta

O nosso sistema imunológico tem uma função muito importante. Ele é o responsável por, nada mais nada menos, do que combater e eliminar agentes estranhos que entram no nosso corpo. Ou seja, ele age como um escudo, nos protegendo de possíveis doenças e infecções. Ele também é conhecido como o sistema de defesa do corpo humano.

Quando se trata de resfriado sempre pegamos receitas de remédios caseiros. O problema é que, além dessas antigas curas, várias outras ideias sobre a gripe e o resfriado não passam de grandes mitos. Muitos benefícios de tratamentos que adotamos são classificados como ineficazes pela ciência.

Um dos tratamentos que parece ser um dos preferidos das pessoas para aliviar os sintomas de tosse ou resfriado é o mel ao invés de antibióticos e remédios que não precisam de receita. Isso foi visto com uma análise dos resultados de 14 estudos anteriores.

"O mel é um remédio leigo frequentemente usado e bem conhecido pelos pacientes. Também é barato, de fácil acesso e tem danos limitados", escreveram os pesquisadores da Universidade de Oxford, no Reino Unido.

Comparação

E um ponto interessante é fazer a comparação entre o mel e os antibióticos. Frequentemente, os antibióticos causam efeitos colaterais e aumentam a resistência do corpo a eles mesmos. E de acordo com os autores que revisaram os estudos, existem várias vantagens em usar o mel como remédio alternativo.

"Como a maioria das infecções do trato respiratório superior (URTIs) são virais, a prescrição de antibióticos é ineficaz e inadequada. No entanto, a falta de alternativas eficazes, bem como o desejo de preservar a relação médico-paciente, contribuem para a prescrição excessiva de antibióticos", escreveram os pesquisadores.

O uso do mel para ajudar com a tosse e resfriado é bem antigo. Mas a pesquisa sobre sua eficácia tem sido bem irregular. E deixando várias margens para dúvidas a respeito do quanto ele realmente alivia os sintomas dos resfriados em vários grupos etários.

Estudos

A revisão feita pela equipe se baseia em 1.761 pessoas em 14 estudos. E eles concluíram que o mel é eficaz no tratamento dos sintomas incluindo dor de garganta, nariz entupido, tosse e congestão geral.

"Com as meta análises, tudo gira em torno dos estudos incluídos. Se a literatura na qual você está contando for ruim, você não pode realmente dizer muito sobre o assunto. Exceto que precisa de mais pesquisas", disse Gideon Meyerowitz-Katz, um epidemiologista da Universidade de Wollongong, na Austrália, que não participou da pesquisa.

"Nesta revisão, a maior parte da pesquisa incluída parece ter inconsistências preocupantes e alguns erros óbvios. O que significa que temos que ser muito cuidadosos para não interpretar muito os resultados", continuou.

Qualquer pessoa que já teve um resfriado sabe que os tratamentos e terapias que existem fazem uma diferença pequena no curso geral da doença. E o mel pode parecer que está fazendo alguma coisa. Os pesquisadores dizem que vale a pena continuar com as pesquisas.

"A meta análise em si foi bem feita. Mas a qualidade dos estudos com mel para tosse parece ser muito baixa. Isso significa que só podemos dizer que não temos certeza ainda se o mel ajuda. Porque não nos respondeu adequadamente à pergunta", concluiu Meyerowitz-Katz.


Próxima Matéria
avatar Bruno Dias
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest