• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Menina de 14 anos fez um projeto que acaba com o ponto cego dos motoristas

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      08/11/19 às 14h35

Uma das coisas que as pessoas mais aguardam é a chegada da maioridade, para que, assim, finalmente, possam tirar a sua carta de habilitação. Esse documento dá a liberdade de dirigir para qualquer lugar, sem se preocupar com a fiscalização, desde que não esteja se infringindo qualquer lei.

Basicamente, dirigir, para muitas pessoas, é uma coisa terapêutica. Do mesmo modo, também pode dar uma sensação de liberdade. Mas esse é um hábito que também pode ser bastante perigoso, caso feito de forma imprudente ou então se efeito sob efeito de algum entorpecente.

Se você dirige há um tempo, pode já ter ouvido o termo "ponto cego". Talvez, pode já ter escutado mesmo que não dirija. Esse é um lugar onde o motorista não consegue ver o que está ao seu redor e pode até mesmo, por conta disso, causar acidentes. Trata-se da área ao redor do carro, onde o motorista não consegue enxergar, mesmo olhando para qualquer um dos retrovisores. Ele fica nas laterais do veículo, onde o reflexo do retrovisor não alcança.

Em suma, esses pontos cegos sempre vão existir, mas existem algumas coisas que os motoristas podem fazer para evitá-los. De acordo com a Administração Nacional de Segurança no Trânsito nas Rodovias, são mais de 840 mil acidentes por causa do ponto cego.

Em suma, esses pontos são lugares que não podem ser observados, diretamente pelo motorista e, normalmente, geram acidentes graves com danos à propriedade e, em alguns casos, até uma fatalidade.

Por causa disso, os motoristas podem tomar algumas precauções. Como ajustar o banco e os espelhos laterais, por exemplo. Além de também contar com câmeras traseiras. Mas mesmo essas medidas não vão eliminar os pontos cegos completamente. Devido a isso, o motorista tem que estar sempre atento.

Problema

Entretanto, esse problema dos motoristas está com os dias contados. E graças a uma menina, chamada Alaina Gassler, de apenas 14 anos, que nem mesmo tem carteira de motorista, esse transtorno pode desaparecer. Até porque, não dirigir não foi um problema para a jovem. Surpreendentemente, ela viu a importância de entender a questão e tentar solucionar esse ponto cego. Tudo com o intuito de prevenir os acidentes de trânsito, que são regulares por causa desse motivo.

Posteriormente à observação, ela estudou o problema a fundo. Tanto que conseguiu solucionar o obstáculo. E ela fez isso de uma maneira original. Depois disso, a garota, natural da Pensilvânia, apresentou a sua invenção no concurso Broadcom MASTERS (Matemática, Ciências Aplicadas, Tecnologia e Engenharia para Estrelas em Ascensão), para os alunos do ensino médio da Society for Science and the Public.

Solução

Em síntese, o projeto, feito por ela, chama "Melhorando a segurança automóvel removendo pontos cegos" e funciona de maneira bem simples.

"Fiz isso ao ter uma câmera atrás do pilar de um carro e a câmera enviou o vídeo para um projetor, que projetou a imagem no pilar, essencialmente tornando-o invisível e fazendo o motorista ver por trás dele", explica.

Para fazer sua invenção, Alaina Gassler usou materiais facilmente acessíveis, como por exemplo uma webcam, projetor e materiais impressos em 3D, que projetam a vista de fora do veículo, para os pontos cegos do carro.

Posteriormente, a estudante de 14 anos foi premiada por sua invenção, que tem todo potencial para salvar vidas. Ela ficou em primeiro lugar, em uma competição nacional. Do mesmo modo, ganhou o Prêmio Samueli Foundation, no valor de 25 mil dólares, em homenagem à excelência geral em STEM.

Próxima Matéria
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+