Mexicano viaja de cidade em cidade resgatando cães doentes e feridos

POR Jesus Galvão    EM Curiosidades      12/11/19 às 13h31
foto de destaque

Há cerca de alguns meses, o fotógrafo Stuart Williams dirigia pela cidade litorânea de Mazunte, no estado de Oaxaca, no México, quando algo lhe chamou atenção. No acostamento da estrada, ele avistou um homem caminhando e empurrando um carrinho com diversas coisas dentro. Além do mais, diversos cães transitam ao seu redor.

"Os cães estavam em cima de seu carrinho, à esquerda e à direita dele, atrás e na frente. Estavam por todos os lados. Suas caudas balançavam rapidamente, os latidos ressoavam pela estrada e ele continuava empurrando o carrinho, sob o calor", disse Williams.

O homem intrigado com a cena, se aproximou. Assim, ele acabou conhecendo a história de Edgardo Juarez, de 49 anos. Ou, Edgardo "Perros'', como é mais conhecido. Perro, em Espanhol significa cachorro. Depois de conversar com o mexicano, Williams decidiu produzir um mini-documentário sobre o humilde homem. Isso depois da revelação que ele fez ao fotógrafo.

De acordo com que apurou Williams, ao longo dos últimos seis anos, o mexicano percorreu 13.901 km por todo o México salvando cães feridos e doentes. Aproximadamente,  500 cães das ruas foram salvos por ele. Williams afirma que o que mais lhe impressionou foi a humildade e a compaixão de Edgardo pelos animais.

Para termos uma noção, ao encontrar um cão que está muito machucado para ser resgatado ou tratado, Edgardo se deitada a seu lado na estrada. Isso para que o animal se sinta protegido e tenha sua companhia até fazer sua passagem. A atitude altruísta do homem tocou profundamente o fotógrafo. Portanto, o documentário de Williams nasceu para mostrar ao mundo que as boas atitudes dependem, basicamente, de nossa vontade em fazer o bem.

Fazer o bem

Ao longo dos seis anos de trabalho de Edgardo, muitas pessoas o elogiaram e se disseram inspiradas por sua história. "Ninguém ajuda cães que vivem sem teto nas estradas. Foi aqui que vi a dor deles", disse Edgardo. "O que mais me machuca, não são os cães que eu encontro agredidos, machucados ou abandonados. É a pessoa que está fazendo isso", completa.

Edgardo, mesmo triste com a situação, ao invés de propor punições ou dizer coisas violentas sobre quem causa o mal aos cães, oferece uma solução mais amorosa. "Eu acho que o que alguém nesta situação precisa, não importa se pessoa ou animal, é de alguma companhia e até um pouco de amor".

Durante todo esse período nas estradas mexicanas, muitos foram os cães que Edgardo encontrou que estavam muito doentes ou machucados para serem resgatados. "Normalmente, eu apenas os acompanho até que, de maneira natural, eles descansem", disse o mexicano.

Como dito anteriormente, até o momento, ele já percorreu quase 14 mil km ao redor do perímetro do México. Agora, para completar seu objetivo, estão faltando apenas cerca 1.400 km de viagem. O homem possui três cães que o acompanham desde o início de sua jornada. São eles Negro, Blanco e Chilletas.

Um de seus cães, Patuleco, nasceu com síndrome do cão nadador e tem displasia. Isso significa que ele não possui joelhos. Porém, mesmo com toda dificuldade, o cachorro tem acompanhado Edgardo, pelos últimos 3 anos.

Muitos dos companheiros do mexicano estão aguardando para adoção. Alguns deles, inclusive, foram castrados e vacinados, para facilitar o processo. Afinal, ele sabe que um lar mais seguro trará mais qualidade de vida para os animais.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião. Posteriormente, não esqueçam de compartilhar com os amigos.


Ei Fatos, não deixe de conferir:

2 SINAIS QUE FALTAM PARA JESUS VOLTAR - E SE FOR VERDADE

Próxima Matéria
avatar Jesus Galvão
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.

Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+