Mudanças climáticas estão afetando a decolagem de aviões

POR Cristyele Oliveira    EM Curiosidades      08/03/20 às 14h30
foto de destaque

As mudanças climáticas estão transformando a nossa vida de diversas formas, algumas mais perceptíveis do que outras. Mas mesmo assim, a mudança tem sido constante, e em alguns casos, silenciosas. E é por isso, que é tão importante estar atento a isso para não levar um susto, quando for tarde demais. O fato é que as consequências dessas mudanças vão muito além de apenas as temperaturas. É todo um conjunto de fatores que vêm sendo alterados em decorrência disso. Um deles obviamente é o ar.

Como todo mundo sabe, o avião é um dos meios de transporte mais poluentes do mundo. Justamente por emitir enormes quantidades de gases do efeito estufa. Esses que são responsáveis pelo aquecimento global, que é consequência das mudanças climáticas. E isso não é ruim apenas para o meio ambiente, já que os aviões também podem sofrer com um clima mais quente. Um novo estudo, realizado por pesquisadores de universidades da Grécia e da Grã-Bretanha, mostrou que as temperaturas mais altas e os ventos mais fracos estão afetando a decolagem de aviões.

As consequências

De acordo com os autores do estudo, o clima local em aeroportos do mundo inteiro sofreu alterações consideráveis, nos últimos anos. Incluindo as condições, em que os pilotos se baseavam para decolar.

Até agora, isso não é um grande problema. Mas a longo prazo, isso pode significar que as companhias aéreas tenham que fazer modificações importantes na sua política de voo. Tais como transportar menos passageiros e cargas, utilizando a mesma quantidade de combustível.

Outro fator, que pode ser alterado em consequência disso, é a distância de decolagem. Essa ficará mais longa conforme o clima esquentar, sugere o estudo. Isso devido às temperaturas mais altas reduzirem a densidade do ar. O que, consequentemente, dificulta a ação das asas e dos motores dos aviões. Com os ventos mais fracos, os aviões precisaram gerar mais velocidade no solo. E uma vez nas alturas, as aeronaves estão sujeitas à mais turbulências. Esse é um problema que já vem piorando muito, devido às mudanças climáticas.

O estudo

Para chegar a essas projeções, os pesquisadores analisaram registros de temperaturas, desde 1955, em dez aeroportos gregos. Todos os anos, os cientistas analisaram temperaturas médias do vento durante o dia e a noite. A partir dessas análises, eles as transformaram em gráficos. Eles constataram que as mudanças de temperatura variaram muito entre os aeroportos analisados. E notaram um aumento de 2°C a 5°C, ao longo de 62 anos.

Sobre a velocidade média do vento, que passa pela pista em direção ao avião em decolagem, em um aeroporto aumentou cerca de 25% nesse período. E em outro aeroporto, os ventos médios da pista caíram cerca de 90%, em 43 anos.

Os autores do estudo explicam que, graças a essas mudanças, as aeronaves, que decolam em aeroportos com pistas mais curtas, precisam reduzir o peso transportado. Diminuindo a carga, o número de passageiros e o combustível. E hoje em dia, os aviões já estão decolando, com passageiros a menos ou com menos combustível. "Esse é outro lembrete do quão rápidas as ações humanas estão transformando o mundo, e quão mal preparados estamos para lidar com as consequências", finalizam os autores.


Ei Fatos, não deixe de conferir:

2 SINAIS QUE FALTAM PARA JESUS VOLTAR - E SE FOR VERDADE

Próxima Matéria
avatar Cristyele Oliveira
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.

Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+