• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Mulher desafia ex-marido e namorado atual para duelo medieval até a morte por sua mão

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      08/12/19 às 17h26

Todos nós, desde a infância, já ouvimos as histórias e lendas de grandes cavaleiros, que venceram e lutaram em grandes batalhas. O nome dessas pessoas figurava entre as grandes celebridades de suas épocas, como guerreiros, líderes de nações e estudiosos. Muitos romances foram ilustrados com suas figuras e suas grandes batalhas.

Essas batalhas eram travadas entre cavaleiros e as pessoas usavam bastões, varas e lanças sem ferro e com a ponta romba ou então espadas sem corte. O principal objetivo deles era treinar o cavaleiro para uma guerra.

Embora essas competições tenham ficado na Idade Média, algumas pessoas a trazem de volta como forma de solucionar um problema. Como foi o caso de uma mulher, de 35 anos, que queria que seu ex-marido e o seu novo namorado lutassem por sua mão, em um duelo medieval moderno.

Asta Juskauskiene, mora em Londres, e foi descrita como uma figura manipuladora e controladora. Ela era casada com Giedruis Juskauskas, de 42 anos, mas começou a namorar com Mantas Kvedaras, de 25 anos, depois que ele foi libertado da prisão.

Homens

Kvedaras, que era da Lituânia, foi para o Reino Unido, para ficar com Asta. Mas o marido dela não queria se divorciar da mulher. E, segundo testemunhas, Asta e seu marido ainda continuaram a ter um relacionamento sexual.

De acordo com os promotores, Asta se divorciou de Giedruis, contra a sua vontade, seis meses antes de ele ser assassinado brutalmente. O casal tinha uma filha de cinco anos e o homem ajudava financeiramente sua filha. E ainda reivindicou Asta como sua mulher.

Segundo informação, Asta tinha viajado para Estocolmo, para conhecer Kvedaras pessoalmente, depois de eles terem conversado pela internet. Duas semanas depois, o homem estava com ela em Londres. E então, ele bateu de frente com o ex-marido da mulher.

"De maneiras diferentes, cada homem sentiu que tinha reivindicações sobre Asta Juskauskiene. A situação inevitavelmente chegaria a um ponto", disse o promotor Hugh Davies ao tribunal.

Então, para tentar resolver a situação que se encontrava, de uma vez por todas, Asta juntou os dois homens em um "duelo medieval", no leste de Londres, em junho.

Duelo

O duelo entre os dois aconteceu poucos dias depois de Kvedaras chegar em Londres. Eles estavam longe de suas casas e os registros telefônicos mostram que eles mantiveram contato no dia anterior ao duelo. E isso prova que a briga foi premeditada pela mulher.

Depois do encontro dos dois homens, o marido da mulher foi encontrado sangrando nas ruas. E mais tarde ele foi declarado morto por ter levado várias facadas durante o duelo com Kvedaras. Foram pelo menos 35 ferimentos no pescoço, peito e ombro.

Asta, supostamente, tinha dito a sua amiga que os homens lutariam pelo seu amor. E que ela tinha dito a Kvedaras para usar violência grave contra o seu ex-marido.

"Não foi uma briga que aumentou: foi um ataque assassino com uma faca de lâmina única, com a morte como resultado inevitável", disse o promotor.

Depois do assassinato, Kvedaras foi recebido na casa de Asta. Mas ele foi pego pela polícia e admitiu o crime. E arbitrariamente, ele excluiu as conversas com a mulher e mentiu várias vezes durante o interrogatório.

"O processo de acusação é que ela é uma figura manipuladora e controladora, central na orquestração desses eventos", disse Davies, ao tribunal.

Asta nega a conspiração para assassinar seu ex-marido. O julgamento dela ainda está em curso.

Próxima Matéria
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+