• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Mulher é detida após entrar em um Walmart e começar a fazer uma bomba

POR Arthur Porto    EM Curiosidades      16/01/20 às 18h15

Recentemente, um segurança, em uma loja americana do Walmart, na Flórida, enquanto vistoriava o interior do local. Foi ali que ele notou algo suspeito. Uma mulher, acompanhada do filho, começou a abrir alguns itens, que havia acabado de tirar das prateleiras. Então, ele se perguntou? por que a mulher abria os itens ali mesmo? Não, não era para consumo. De acordo com a rede de supermercados Walmart, a mulher havia construído uma bomba. Exatamente, ali mesmo, dentro do estabelecimento.

O caso

Emily Stallard, de 37 anos, além de construir a bomba, tentou detoná-la. Entretanto, antes de qualquer catástrofe acontecer, o segurança que estava em exercício conseguiu contatar as autoridades a tempo. A mulher, então, foi detida a tempo.

De acordo com as autoridades locais, "a mulher tinha todos os suprimentos necessários à sua disposição, para causar uma destruição em massa". "Se não houvesse um segurança no local, e se ele não houvesse contatado a polícia, ela poderia ter seguido explodir o dispositivo e causado uma catástrofe".

Em comunicado oficial à imprensa, as autoridades disseram "estar orgulhosos da ação rápida do segurança, que interveio, e do trabalho minucioso realizado por outros policiais". Após o incidente, o Walmart, em nota, agradeceu a ação dos envolvidos. "Levamos a segurança de nossos clientes e associados a sério. Agradecemos a resposta rápida da aplicação da lei local e iremos ajudá-los a investigar o assunto".

No momento em que foi detida, Stallard cuspiu no rosto de um dos agentes presentes. Stallard, agora, responderá por tentativa criminosa de incêndio, bombardeio, por contribuir para a delinquência de um menor, abuso infantil e agressão a um policial.

A mulher, que segue detida, pode sair, caso pague fiança de US$ 8.500.

Walmart

O incidente, sem dúvida, fez com que os funcionários e os clientes da cadeia de varejo ficasse em alerta. Além disso, essa não é a primeira vez que o Walmart vivencia situações de risco e de extremo perigo. Em agosto de 2019, houven dentro de uma loja do Walmart, em El Paso no Texas, uma troca de tiros. Vinte e duas pessoas foram mortas no tiroteio, enquanto outras duas dezenas ficaram feridas.

A tentativa de fabricação de bomba, que ocorreu recentemente, serve como um lembrete de quão imprevisíveis esses tipos de ataques podem ser, mesmo nos lugares menos previsíveis. De acordo com o Bureau de Álcool, Tabaco, Armas de Fogo e Explosivos dos EUA, um total de 1.288 ameaças de bombas foram relatadas, em 2017.

Ainda segundo a entidade, os quatro principais locais de destino de ameaças de bomba são "escolas, empresas de grande porte, residenciais e indústrias de montagem". Em seguida, nesse ínterim, estão restaurantes e tribunais.

Na semana passada, houve pelo menos três ameaças de bombas separadas relatadas. Todas visavam tribunais, um em Wisconsin, outro em Washington e Pensilvânia. Em Washington, a ameaça de bomba partiu de um homem que queria impedir um processo judicial em que ele estava envolvido. O homem foi detido em seguida.

A imprevisibilidade, de acordo com as autoridades, é o principal fator de risco. Por isso, a maneira mais segura de combater possíveis ataques a bomba é permanecer vigilante. Caso haja algo diferente, uma ação suspeita, o melhor é entrar em contato com a polícia. Uma ligação é o suficiente para salvar vidas.

Próxima Matéria
Via   ATI  
Imagens ATI
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+