• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Navio da época de Cristóvão Colombo é encontrado praticamente intacto

POR Jesus Galvão    EM Curiosidades      25/07/19 às 14h38

A descoberta de um navio naufragado, muito bem preservado no fundo do Mar Báltico, entre a Suécia e a Estônia, foi revelado por uma equipe internacional de cientistas, incluindo arqueólogos da Universidade de Southampton, no Reino Unido.

A embarcação da era de Cristóvão Colombo e Vasco da Gama é parte de um grande mistério marítimo de aproximadamente 500 anos. Entretanto, de tão bem preservado que está, "é quase como se tivesse afundado ontem", disse Rodrigo Pacheco-Ruiz, arqueólogo marítimo do MMT, em um comunicado.

Provavelmente, este navio, que foi chamado de Mary Celeste, é o naufrágio mais bem preservado a ser descoberto nos últimos tempos. Ele foi detectado pela primeira vez em 2009. Isso, por meio do uso de um sonar, que utiliza ondas sonoras para detectar objetos, da Administração Marítima Sueca (AMS). Pacheco-Ruiz e sua equipe realizaram uma pesquisa arqueológica usando robôs submarinos em colaboração com o Centro de Arqueologia Marítima, da Universidade de Southampton.

Cerca de 99% do navio está intacto. Os pesquisadores informaram que os destroços estão localizados a uma profundidade de mais de 120 metros a cerca de 160 quilometro à sudeste de Estocolmo. Algumas evidências sugeriram que a embarcação pode ter afundado devido a uma batalha naval ainda desconhecida pelos historiadores.

Acredita-se que o navio tenha sido construído em algum momento no início do século XVI, por volta de 1490 a 1540. O navio, muito provavelmente, afundou durante a guerra da independência da Suécia, que durou de 1521 a 1523. Entretanto, o navio também pode ter afundado durante a Guerra Russo-Sueca, que aconteceu de 1554 a 1557.

Navio fantasma

Pelo tamanho do navio, a forma de sua proa, o desenho das âncoras e dos mastros, os pesquisadores notaram que a embarcação era muito semelhante a dois navios menores de Colombo, o Pinta e o La Niña. Esses navios foram usados por ele, na travessia do Atlântico, onde as Américas foram descobertas, em 1492.

A descoberta poderá ajudar os arqueólogos e historiadores marítimos a entenderem as tecnologias utilizadas pelos navios usados por Colombo. O que teria acontecido com os tripulantes do navio Báltico é um verdadeiro mistério. Teriam eles sobrevivido? Foram todos capturados por um navio inimigo? Isso permanece uma incógnita.

Tais perguntas podem em breve ser respondidas devido a investigação do navio que está sendo realizada pelos cientistas. "Este navio é contemporâneo aos tempos de Cristóvão Colombo e Leonardo Da Vinci, mas demonstra um notável nível de preservação depois de quinhentos anos no fundo do mar", disse Pacheco-Ruiz. Ainda segundo o pesquisador, a preservação de sua estrutura ocorreu devido às águas frias e ligeiramente salgadas do Mar Báltico.

No convés principal do navio, encostado no mastro principal, os cientistas encontraram um pequeno barco. Muito provavelmente utilizado para transportar a tripulação para costa e para o próprio navio. Armas giratórias também foram encontradas no convés, algumas delas estavam armadas com munição e em posição de ataque. O que sugere que a embarcação esteve de fato envolvida em um conflito.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Via   The Independent  
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+