icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


Netflix revelou o segredo por trás do cancelamento de suas séries

POR Diogo Quiareli EM Entretenimento 15/06/18 às 17h02

capa do post Netflix revelou o segredo por trás do cancelamento de suas séries

Assistir uma boa série tem sido o principal entretenimento das pessoas. Virou um hobby muito popular. Com a facilidade de conteúdos nas plataformas de streaming, isso tende a aumentar cada vez mais. As grandes produtoras, vendo essa oportunidade, têm investido pesado em novas produções. No entanto, uma coisa que causa muito transtorno é o cancelamento de uma série.

Na Netflix, um dos principais meios de obter tais conteúdos tem desapontado alguns assinantes. Tivemos o cancelamento de grandes séries e o público não deixou isso de lado. Você provavelmente se lembra dos manifestos online com o cancelamento de Sense8 no ano passado e, recentemente, o de Lúcifer, mesmo sendo de outra empresa.

Na verdade, existe um motivo plausível para isso. Pensando um pouco mais sobre o assunto, nós da Fatos Desconhecidos resolvemos ir atrás deles. Confira conosco a revelação do segredo por trás do cancelamento de séries dada pela Netflix.

Revelação

Se você tem um amigo que abandonou sua série preferida pela metade, saiba que ele tem mais culpa do cancelamento do que outro que nunca chegou a ver. Quem disse isso foi Ted Sarandos, CEO da Netflix. Ele explicou sobre as métricas e filosofias relacionadas à audiência da plataforma e como isso motiva a renovação ou cancelamento de algumas produções. Em entrevista ao site Vulture, Sarandos apontou um funcionamento muito diferente do que imaginamos. A quantidade de visualizações nos primeiros 28 dias após a estréia é muito importante para definir o futuro. Isso conta mais do que a audiência no primeiro final de semana.

As visualizações recorrentes contam mais do que as maratonas intensas. Sendo assim, percebemos que o que a Netflix mais presa é a fidelidade do consumidor. As séries largadas pela metade têm mais chances de serem canceladas do que as com baixos números de visualizações. Isso porque o abandono é um sinal de que o conteúdo é desinteressante. Eles buscam métodos de os títulos aparecerem com frequência nas telas dos assinantes do serviço.

Essas métricas são aplicadas juntas a diversos outros fatores que também definem se a série continua ou acaba de vez. O CEO citou dois exemplos em que essa dinâmica foi fundamental. Um caso foi o One Day At a Time, série que teve a ação da produtora no Twitter pedindo que os assinantes assistissem a pelo menos quatro episódios, uma vez que aproximava do prazo de 28 dias. Isso deu certo e ela foi renovada para a terceira temporada.

O contrário aconteceu com Everything Sucks. A série teve um bom desempenho na crítica e o seu cancelamento causou muita revolta nos fãs. Eles se mostraram bastante desmotivados nas redes sociais. Isso se deu porque os números mostraram que muita gente começou a série, mas nunca terminou. O fim veio após apenas uma única temporada.

Com essa revelação, é mais recomendado você começar a ver uma série e, se for indicar, pensar antes se aquela pessoa chegará ao fim da temporada pelo menos. É ainda recomendando assistir pelo menos um episódio por dia, não exagerando para não causar problemas.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Lembrando sempre que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.


Próxima Matéria
Via   Canal Tech  
Imagens Em Pauta Vix
avatar Diogo Quiareli
Diogo Quiareli
Geminiano, 26 anos, goiano. Amante de música pop, fã de Katy e Luan.
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest