• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Nova história de J. J. Abrams muda completamente a origem do Homem-Aranha

POR Gabi Noronha    EM Notícias      19/09/19 às 15h58

Há algum tempo, a Marvel Comics começou uma misteriosa contagem regressiva, com os números formados por teias de aranha. Surpreendentemente, o contrário do padrão, ela foi inicializada a partir do quatro. Na época, alguns fãs ficaram tão eufóricos que ignoraram o "comics" da publicação original e imaginaram que poderia ser a produção do quarto Homem-Aranha de Sam Raimi. No dia da revelação, eis que surge ninguém menos que J.J. Abrams, ao lado de seu filho Henry, comunicando uma série especial do Cabeça de Teia, na qual ambos comandariam com a arte de Sara Pichelli. Os fãs Homem-Aranha não sabiam exatamente o que esperar.

Os Abrams prometeram apenas que apresentariam um novo e tenebroso vilão, que levaria grande risco a Peter Parker e Mary Jane. Até então, sem grandes novidades na vida do casal. Foi apenas no lançamento da primeira edição que os fãs realmente descobriram o que ambos quiseram dizer. De fato, a história de J.J. e Henry Abrams não apenas abalou como transformou o universo do Homem-Aranha como os leitores conheciam.

A nova origem do Homem-Aranha

 

Na série Espetacular Homem-Aranha: Renove Seus Votos, os fãs do teioso tiveram a oportunidade de ver Peter Parker em família. Casado com Mary Jane e pai da pequena Annie. No entanto, o cenário na história dos Abrams está bem diferente. O quadrinho já começa in media res, com MJ procurando por Peter em meio a destroços de Nova York. O herói engatou uma luta contra o novo vilão prometido, conhecido como Cadaverous. Todo surrado pela briga, ele é amparado pela esposa que pede para ele ir embora por que "agora as regras são diferentes". Ela se refere ao filho do casal, Ben Parker, batizado em homenagem ao tio do herói.

Eles têm um breve momento juntos, antes de Cadaverous chegar com seu exército de criaturas irreconhecíveis. Peter é atacado e MJ não consegue fugir a tempo. Cadaverous atravessa sua monstruosa garra no corpo da jovem. Por fim, ele - ironicamente - a joga da ponte. Há um salto temporal onde descobrimos que Peter desistiu de ser o Homem-Aranha. Além de Mary Jane, o herói perdeu sua mão direita naquele dia. Ben, já adolescente, vive com a Tia May enquanto o pai vive viajando a trabalho.

Começo promissor

Os dois não possuem boa relação, algo que, provavelmente, a série deverá explorar nas edições seguintes. Durante a primeira edição, os poderes herdados de Peter começam a manifestar em Ben, assim como seu senso de justiça. Após um conturbado sonho com a mãe, o garoto acorda grudado no teto do quarto. Tia May, que sempre soube a verdade sobre Peter, mostra ao sobrinho a verdade sobre seus pais. No fundo de uma caixa cheia de fotografias e cartas entre Peter e MJ, ele encontra o antigo uniforme do Homem-Aranha. O mesmo traje, usado por ele no dia que sua vida mudou.

O volume termina com essa descoberta e levanta a questão se, a partir de agora, Ben assumirá a identidade que um dia pertenceu ao seu pai. Ou será que ambos, pai e filho, lutarão lado a lado? O fim ainda deixa a dúvida se Mary Jane realmente está morta. J.J. Abrams e Henry Abrams entregaram um começo promissor para um novo Homem-Aranha.

Próxima Matéria
Via   CBR  
Gabi Noronha
Resumindo, é basicamente isso! Para mais aventuras Instagram: @gabinoronhaf Para comentários aleatórios e breves análises Twitter: @gabinoronhaf
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+