• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Nova interpretação do calendário maia prevê fim do mundo para essa semana

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      16/06/20 às 14h42

Desde os primórdios da humanidade, o ser humano é fascinado pelo seu próprio fim. Não é à toa que histórias que exploram o fim do mundo fazem tanto sucesso na ficção. São vários os livros que debatem a destruição do mundo. Todos se lembram de "O Dia Depois de Amanhã" ou "2012". Ou seja, a cultura pop está sempre retratando o tema.

Todos nós sabemos que em algum momento o mundo em que vivemos vai acabar. Isso pode acontecer decorrente de um asteroide que afetaria a Terra, uma guerra nuclear ou até mesmo um buraco negro que poderia nos vaporizar. Porém, até hoje, ninguém chegou a um consenso de quando isso deve acontecer.

Os maias foram uma das mais antigas civilizações pré-colombianas que surgiu por volta de 1800 anos antes de Cristo. O povo maia se organizava em cidades estados independentes e sua principal base econômica era a agricultura. Eles também eram politeístas, acreditavam em vários deuses, a maioria ligada à natureza.

Foram eles os autores do complexo calendário maia. Aquele que levou muitas pessoas a acreditarem que o fim do mundo ocorreria em 2012. O fatídico dia para o fim do mundo, segundo o calendário maia, seria de 21 de dezembro de 2012. De acordo com a interpretação dos teóricos da conspiração, nosso mundo acabaria nesse dia já que era quando o calendário maia acabava.

Nova data

É claro que todos vimos que, na realidade, o fim do mundo não chegou. Mas como o fim do mundo é uma coisa certa, de acordo com uma especulação, ele só não é certo como também acontecerá nessa semana.

A história de que o fim do mundo acontecerá nessa semana começou há uns dias atrás, com uma matéria publicada no jornal britânico "The Mirror". Nela, o tweet do cientista Paolo Tagaloguin foi usado para explicar a lógica para essa nova data do fim do mundo.

"Seguindo o calendário juliano, estamos tecnicamente em 2012. O número de dias perdidos em um ano devido à mudança no calendário gregoriano é de 11 dias. Assim, usando o calendário gregoriano (1752-2020) por 268 anos, temos [11 x 268] = 2.948 dias. 2.948 dias dividido por 365 (dias/ano) = 8 anos", explicou Paolo.

Tomando essa explicação como base, o tempo somado revelaria uma nova data para o fim do mundo. E esse dia seria 21 de junho de 2020, esse domingo agora.

Contestando

Ter uma data para o fim do mundo é um pouco assustador, ainda mais nos tempos em que estamos vivendo. Mas o fato é que não existe nenhuma fonte muito confiável que confirme essa nova teoria.

Além disso, um outro ponto que está aberto para a discussão são os próprios cálculos que foram apresentados. Nessa mudança de calendários, de juliano para o gregoriano aconteceu realmente uma perda de 11 dias, mas isso aconteceu somente em uma única ocasião. O que quer dizer que não foram tirados esses dias pelos 268 anos.

Outro fator para colocar em cheque essa nova data para o fim do mundo é que, quando a data de 21 de dezembro de 2012 foi calculada o dia já estava convertido do calendário juliano para o gregoriano. Por essa razão a nova data parece ser mais uma falha em toda a história.

A última coisa sobre a previsão para o fim do mundo é que a antiga não estava correta. Na época, o povo pré-colombiano usava uma medida de unidade de tempo diferente da que é usada hoje em dia. Então, o dia 21 de dezembro de 2012 representaria, na verdade, uma virada de calendário. A data marcaria o começo de um novo ciclo e não o fim do mundo por completo. Um erro parecido com esse foi o que vivemos na virada do ano 1999 para o ano 2000.

Próxima Matéria
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+