icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


Novo tipo de plástico pode ser reciclado indefinidamente

POR Bruno Dias EM Curiosidades 24/08/20 às 17h37

capa do post Novo tipo de plástico pode ser reciclado indefinidamente

A cada dia que passa, nós chegamos mais perto do colapso ambiental. Problemas no meio ambiente, como aquecimento global e buraco na camada de ozônio, são uma ameaça à vida humana, como também é um perigo para a permanência de qualquer ser vivo no planeta Terra. Mas um dos problemas ambientais que mais preocupam é a poluição, e suas consequências.

Dessas, uma forma que está mais evidente é a poluição de plástico que é descartado na natureza. O material pode demorar até mais de 600 anos para se decompor no meio ambiente. De acordo com o estudo de especialistas no assunto, o tempo médio de biodegradação do plástico é de 50 anos para copos plásticos, 200 anos para canudinhos e cerca de 450 anos para garrafas plásticas.

A poluição de plástico acarreta uma infinidade de consequências naturais. Por isso mesmo, o homem deveria ter mais cuidado com o que faz com os produtos ou resíduos de plástico.

reciclagem é uma forma de reaproveitar as matérias-primas que são descartadas e nesse sentido, reciclar significa diminuir a quantidade de resíduos que vêm dos produtos que já foram consumidos pelo ser humano.

Por isso, os cientistas desenvolveram um tipo de plástico que pode ser reciclado por um número ilimitado de vezes. Geralmente, o processo de reciclagem prejudica bastante a qualidade dos plásticos. O plástico reciclável que é feito pelo processo convencional, chamado "termomecânico", não tem uma qualidade suficientemente alta para que possa ser usado de novo para fazer outras garrafas. Por isso, ele é usado para fazer outros produtos, como por exemplo roupas e tapetes.

Plástico

Mas de acordo com o relatado pela New Scientist, o novo  material, PBTL, pode ser decomposto e remodelado em uma coisa nova com uma qualidade tão boa quanto o original. Isso significa que, potencialmente, teremos muito menos plástico enchendo os aterros sanitários.

Quem descobriu isso foi uma equipe liderada pelo químico Eugene Chen, da Universidade do Estado do Colorado. Eles descobriram uma forma de quebrar o plástico em monômeros individuais. Para que isso seja feito é preciso de 24 horas de fervura e tratamento químico.

Segundo Chen, desde que o plástico não seja misturado com nenhum outro tipo de produto, o PBTL pode ser decomposto e reciclado indefinidamente.

Desafios

Além da equipe de Chen, uma equipe do Laboratório Nacional Lawrence Berkeley desenvolveu um plástico parecido que também é infinitamente reciclável. Eles desenvolveram esse produto no ano passado.

Claro que é bastante encorajador ver esses desenvolvimentos. Mas o verdadeiro desafio provavelmente vai ser fazer com que os fabricantes realmente adotem esses novos plásticos de baixo desperdício ao invés das opções mais baratas.


Próxima Matéria
avatar Bruno Dias
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest