icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


O 1% mais rico do planeta emite duas vezes mais carbono do que metade do mundo

POR Bruno Dias EM Curiosidades 25/09/20 às 13h29

capa do post O 1% mais rico do planeta emite duas vezes mais carbono do que metade do mundo

A diferença entre a condição financeira de vários segmentos da população é enorme. Enquanto alguns estão ficando mais ricos, outros inevitavelmente dão um passo abaixo da linha da pobreza. É o que chamamos de desigualdade social. Por exemplo, para estar entre os 50% das pessoas mais ricas do planeta, você precisa ter "apenas" R$ 12.637,00 em mãos.

Enquanto isso, metade de todo o dinheiro do mundo, segundo as estatísticas, está nas mãos de apenas 1% da população. É impressionante como pouquíssima gente tem tanto dinheiro assim.

Mas não é porque os ultra ricos são uma porcentagem mínima no mundo que eles não tenham seu impacto nele. Infelizmente esse impacto não é dos mais positivos.

Poluição

Nos últimos 30 anos, o 1% mais rico da população global emitiu duas vezes mais carbono na atmosfera do que toda a metade mais pobre do planeta. Esse 1% mais rico é composto por 64 milhões de pessoas. Segundo uma nova pesquisa da Oxfam, elas são responsáveis por cerca de 15% de todas as emissões de carbono entre 1990 e 2015.

Já os 3,1 bilhões de pessoas que compõe a metade mais pobre do planeta emitiram somente 7% de carbono. Essa desigualdade é gigante. E ela mostra que é o principal responsável pelos impactos que estão destruindo o planeta a acelerando as mudanças climáticas.

Com o passar dos anos, o planeta vem sofrendo com o aumento da poluição e tanto os animais, quanto os homens vêm enfrentando as consequências. As estatísticas da poluição são alarmantes. O ser humano é por si só um animal cheio de manias nojentas e que polui o habitat de outros seres vivos sem pensar nas consequências que isso pode gerar e como essa poluição pode voltar e prejudicá-lo.

Podemos presenciar o quanto a poluição nos afeta quando vemos animais cobertos de óleos, peixes envenenados, tartarugas presas em rótulos de embalagens entre outras coisas. Obviamente isso é de entristecer quem vê essas imagens. Além de nós mesmos ficarmos com uma qualidade de vida menor, termos dificuldades para respirar e sentir na pela as mudanças climáticas que acontecem todos os anos.

Desenvolvimento

A pesquisa da Oxfam sugere que as nações mais ricas do mundo vão precisar passar por uma mudança radical. E limpar sua infraestrutura e economia. Isso é claro, se nós como planeta, quisermos cumprir as metas que foram estabelecidas pelo acordo climático de 2015, em Paris.

Mas se isso não for feito, eles engolirão todo o orçamento de carbono alocado no planeta. E sem dar aos outros países ou partes do mundo qualquer espaço para tentar se desenvolverem mais.

Se essas nações não tivessem acomodadas elas poderiam ficar com a escolha de aliviar a pobreza. Ou então proteger o clima.

"Isso esgota o orçamento de carbono apenas com o propósito de aumentar o consumo dos já ricos. E isso, claro, tem os piores impactos sobre os mais pobres e menos responsáveis", disse Tim Gore, chefe de política, defesa e pesquisa da Oxfam.


Próxima Matéria
avatar Bruno Dias
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest