• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


O dia em que a CIA tentou arrancar todos os pelos de Fidel Castro

POR Cristyele Oliveira    EM Curiosidades      20/01/20 às 16h29

Podemos dizer que Fidel Castro foi um dos homens mais difíceis de se matar. Talvez, o mais difícil de todos, já que, mesmo depois de centenas de tentativas de assassinato, o político cubano acabou apenas morrendo, muito depois, de causas naturais. Parece até coisa de ficção, mas a verdade é que Fidel Castro passou por absolutamente todo tipo de plano de assassinato em sua vida. Desde planos tradicionais, até ideias mirabolantes que parecem mais uma piada, do que um plano real para acabar coma vida de alguém.

Foram mais de 600 planos para matar o líder cubano, e quem faz essa conta é Fabián Escalante, o conhecido "anjo da guarda" de Fidel. Ele foi o responsável pelo serviço de contrainformação cubano e também pela segurança pessoa de Fidel. Como não é novidade para ninguém, os americanos queriam porque queriam acabar com a vida do cubano. E na tentativa de fazer isso, eles bolaram os planos mais absurdos que você puder imaginar. Um deles incluía acabar com todos os pelos de Fidel, principalmente os de sua barba. Mas por quê? Para deixar o líder cubano mais vulnerável a outros ataques. Entenda.

Fidel sem barba

Mesmo em meio a tantos planos, e tentativas, os americanos não conseguiram eliminar o líder cubano. Enquanto alguns planos jamais foram colocados em práticas, outros só não mataram o líder cubano por sorte. Uma prova de que ele é realmente um homem difícil de se matar. Tanto que Fidel Castro morreu só em 2016, aos 90 anos de idade e por causas naturais. Nada mal para alguém que vivia na mira dos Estados Unidos.

Entre as ideias mais bizarras e sem sentido para matar Castro, e que realmente fez parte dos planos da Agência de Inteligência Americana, a CIA, foi a de acabar com os seus pelos.  A ideia era simples, e tinha o intuito de fazer com que a icônica barba de Fidel, sua marca registrada, caísse.

Isso mesmo, seria um atentando de efeito moral pra minar a autoconfiança do líder cubando. Os idealizadores desse plano acreditavam que assim, poderiam torná-lo mais vulnerável a outros ataques. Esses já estavam sendo planejados pela CIA.

O plano

E agora você deve estar se perguntando: e como eles fariam isso? O plano mirabolante envolvia contaminar os sapatos de Castro com tálio, um elemento químico altamente radioativo. Esse é um dos componentes ativos usados para depilação.

A ideia era que, durante uma viagem ao exterior, a substância seria colocada dentro dos sapatos de Fidel. Assim, em contato com o produto, ele seria contaminado pela radiação, e todos os pelos de seu corpo cairiam, inclusive os de sua barba.

O intuito com isso tudo, era, além de agoniá-lo pela falta de seus pelos faciais, ridicularizá-lo em público.

"A CIA precisava eliminá-lo sem correr o risco de ser incriminada", explicou o diretor do filme 638 Ways to Kill Castro (638 Maneiras de Matar Castro, em tradução livre), Dollan Cannell. Ele narra alguns dos planos, em uma entrevista ao jornal britânico The Guardian. "Portanto, era melhor que ele não fosse assassinado de uma forma convencional, com arma de fogo".

Tendo em vista que era preciso encontrar alguma forma que pudesse matá-lo, os agentes da CIA liberaram a imaginação. E assim chegaram a criar planos realmente bizarros para acabar com um dos principais líderes da Revolução Cubana.

Próxima Matéria
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+