• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


O estranho portal que conecta a Terra ao Sol

POR Renata G Pereira    EM Curiosidades      26/09/19 às 16h43

Na ficção, portais servem para levar você de um lugar ao outro, em outro tempo e espaço. Mas na vida real, não é bem assim. Porém, não deixa de ser um fenômeno surpreendente. Como é o caso do estranho portal que conecta a Terra ao sol.

De acordo com cientistas espaciais, há portais magnéticos que se abrem aproximadamente a cada 8 minutos. E quando isso acontece, esses portais conectam o nosso planeta a sua estrela hospedeira, que, no nosso caso, é o sol. "Dez anos atrás, eu tinha certeza que eles não existiam, mas agora a evidência é irrefutável", disse o astrofísico estadunidense, David Sibeck.

Portais magnéticos

Já há alguns anos, cientistas sabem que a Terra e o Sol estão conectados. Como exemplo, temos as partículas solares que incidem sobre a Terra constantemente através do vento solar. As partículas seguem as linhas do campo magnético, conectando a atmosfera do sol com a terra firme. Essas linhas permitem que as partículas penetrem o escudo magnético que envolve o planeta Terra.

Outro caso é o portal magnético. Durante o tempo em que o portal fica aberto, libera partículas de energia. Essas partículas viajam por 150 milhões de quilômetros pela passagem, durante sua breve abertura. E esse fenômeno recebeu o nome de Evento de transferência de fluxo (lux transfer event, em inglês). Os cientistas espaciais garantem: esse fenômeno é real e acontece com uma frequência maior do que se possa imaginar.

Uma das hipóteses levantadas sobre o fenômeno, é que, quando o lado da Terra, que está de frente para o sol, pressiona o campo magnético da Terra contra o campo magnético do sol, isso acontece a cada oito minutos. O que faz com que os dois campos se conectem brevemente, formando assim um portal. E é, através desse portal, que as partículas de energia fluem. Ou seja, durante esse fenômeno, a Terra e o sol estão conectados.

O portal magnético forma um tipo de cilindro magnético, com a mesma largura da Terra. Com sondas da Agência Espacial Europeia e da NASA, que voavam dentro do cilindro e nas suas bordas, foi possível medir com exatidão aspectos do fenômeno.

Por isso, puderam constatar que, mais de um portal pode se abrir ao mesmo tempo. E o tempo de abertura é de, aproximadamente, 20 minutos. Já a medida do comprimento ainda é incerta. Estima-se que seja o equivalente a 32.000 km.

Formação dos Portais Magnéticos

O astrofísico Jimmy Raeder, da Universidade de New Hampshire, nos EUA, acredita que um portal magnético tende a se formar sobre a linha do Equador, e que, entre os meses de dezembro e junho, ele deslizaria sobre o polo norte. E entre os meses julho a novembro, ele deslizaria sobre o polo sul.

Segundo o astrofísico, David Sibeck, quando os cilindros magnéticos estão ativos, eles permitem que as partículas fluam mais facilmente, e assim, formam importantes condutos de energia para a magnetosfera da Terra, mas quando os cilindros magnéticos estão passivos, eles têm mais resistência à passagem das partículas.

Os cientistas espaciais afirmam que ainda há muito que se descobrir sobre esses portais, saber mais sobre quais são suas influências e sua importância para o nosso planeta. O que se sabe ao certo é que esse portal magnético conecta a Terra ao sol.

Próxima Matéria
Renata G Pereira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+