icone menu logo logo-fatos-historicos.png


O que aconteceu quando o imperador do Japão revelou que não era um deus?

POR Erik Ely    EM História      01/09/20 às 10h00
capa do post O que aconteceu quando o imperador do Japão revelou que não era um deus?

No dia 22 de setembro de 1987, Hirohito, Imperador do Japão da época, foi submetido a uma cirurgia no pâncreas. Isso aconteceu após ele ser diagnosticado com um tipo de câncer duodenal, do qual passou vários meses tratando. No entanto, mesmo com o melhor tratamento que o imperador da época podia oferecer, Hirohito foi morto pouco tempo depois. Assim, com sua morte, o povo do país descobriu que o imperador do Japão não era um deus, o que contrariava sua versão dos fatos.

Depois da primeira cirurgia, o imperador parecia estar se recuperando bem. Entretanto, no ano seguinte, no dia 19 de setembro de 1988, seu estado de saúde piorou de forma repentina. Dessa forma, gradualmente ele foi piorando, até que, às 7h55 da manhã do dia 7 de janeiro de 1989, sua morte foi oficialmente declarada.

Até a sua morte, ele era visto como um descendente da deusa do sol

Hirohito tinha 85 quando morreu. Com isso, ele deixou uma grande família para trás. Além de sua esposa e cinco filhos sobreviventes, ele também tinha dez netos e um bisneto, de 62 anos. Em vida, o imperador governo de 1926 até 1989, ano de sua morte. E, durante todo esse tempo, foi visto como uma verdadeira divindade, digna de ser louvada. Assim, em público, o descendente de Amaterasu, a deusa do sol, era sempre visto com roupas luxuosas e imponentes.

Nesse cenário, somente podemos imaginar como deve ser para o povo japonês descobrir a verdade sobre o imperador. Afinal, desde sempre, ele foi uma figura louvável e um verdadeiro exemplo. Em 1942, o Japão havia declarado guerra aos Estados Unidos. Nessa época, o Japão nunca havia perdido uma verdade, mas a pressão para que o imperador abandonasse o plano era grande. Portanto, ele aceitou a derrota e desistiu do conflito.

Por conta da rendição do país, grande parte da população tina medo de que, o imperador ordenasse que todos se matassem. Assim, tudo seria feito em nome da pátria e este ato fazia parte da cultura do país após serem derrotados. Contudo, nada disso aconteceu e o país seguiu após a rendição.

Ele se pronunciou pela primeira vez em 1945

No dia 15 de agosto de 1945, Hirohito se pronunciou diretamente para o povo. Essa foi a primeira vez que a população ouvia o imperador. Mas, por conta da formalidade em sua fala, foi necessário que um intérprete o acompanhasse. Dito isso, Hirohito declarou o fim do conflito contra o país norte-americano.

Após a derrota, a situação no reino passou a desandar. Desse modo, a população começava a acreditar que os poderes do imperador havia diminuído com a derrota. Até o momento, todos ainda acreditavam que isso fosse resultado do conflito. Porém, o Hirohito decidiu esclarecer tudo que estava acontecendo. No dia 1 de janeiro de 1946, o imperador realizou uma transmissão de rádio e negou toda a lenda.

Ele explicou que sua família fazia parte da realeza, mas não possuía nenhum tipo de ligação divina com deuses ou outros seres celestiais. Além disso, Hirohito também explicou que seu sangue fluía da mesma forma que o de qualquer outra pessoa. Mas, muitos não acreditaram na versão e a confirmação somente veio com a morte do imperador.


Próxima Matéria
avatar Erik Ely
Erik Ely
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest