• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


O intrigante caso dos caixões que se movem sozinhos

POR Júlia Marreto    EM Creepypasta      08/08/16 às 19h39

O primeiro Lord Combermere, pai do famoso fantasma que foi fotografado na biblioteca de sua mansão, estava envolvido em um caso perturbador, enquanto era governado de Barbados. Conheça agora, o curioso caso dos caixões que se movem sozinhos. Barbados era uma colônia espanhola, desde sua descoberta por Cristóvão Colombo, até o século XVII, quando tornou-se uma colônia britânica. Em 1966 se declarou independente, mesmo que seu chefe de estado continuasse a ser a Rainha Elizabeth II. O caso em questão, começou em 1812, e se repetiu por vários anos.

A família Chase, muito rica, de origem britânica, possui sua sede em Barbados, construíram uma cripta para enterrar os familiares que iam morrendo, no cemitério da igreja de Christ Church Paris em Oistins. A cripta tinha uma seção subterrânea e outra na superfície. Aparentementel, o acesso à cripta, no século XIX foi bloqueado por uma enorme laje de cimento que, pelo seu peso, eram necessários vários homens para movê-la.

A primeira pessoa enterrada foi Thomasina Goddard, em 1807. Em 1809 fora enterrada Mary Ann Chase e, em 1812, sua irmã Dorcas. Poucas semanas antes de enterrar essa última, seu pai, Thomas, faleceu. No momento em que a cripta foi aberta para enterrar Thomas, os participantes perceberam que os três caixões colocados anteriormente haviam saído do lugar. Os coveiros estranharam, mas recolocaram os caixões e colocaram o caixão do Senhor Thomas Chase.

54931_Papel-de-Parede-Cemiterio--54931_1024x768

Esse caixão, especificamente, tinha um revestimento de chumbo. Especulou-se que, talvez, tivessem sido ladrões a mexerem na cripta mas, nela, havia nada de valor e, como dissemos, a laje havia sido selada com cimento e várias pessoas eram necessárias para movê-la.

Depois de alguns anos, em 1816, a cripta foio reaberta para um novo enterro. Mais uma vez, os caixões estavam espalhados, incluindo o caixão de Chase que, relembrando, era de chumbo, extremamente pesado. Mais uma vez, os caixões foram organizados e a cripta selada. Poucos meses depois, outra morte na família aconteceu e novamente foi necessário reabrir um túmulo. Houve grande entusiasmo sobre o que tinha acontecido na cripta dos caixões que se movimentam sozinho.

Os espectadores não ficaram decepcionados, como já era esperado, os caixões estavam fora do lugar e mais, danificados. O interior da cripta foi, novamente, verificado mas, havia nada diferente. Dessa vez, o Lorde Combermere era o governador e tomou algumas medidas. Mandou cobrir o chão com areia para que fosse possível recolher as pegadas, caso alguém fosse ali mexer, deixaria sua marca no cimento da lápide.

prague-008

Alguns meses mais tarde, Lord Combermere e outras importants figuras da ilha foram ver o que tinha acontecido com os caixões que se moviam sozinhos. Então, como já era de se esperar, a selagem da cripta estava intacta, porém, os caixões estavam revirados. Para "piorar" não conseguiram encontrar qualquer vestígio na areia.

A família, com medo, retirou os caixões da cripta (que foi abandonada para sempre) e os colocaram em outro lugar. Inicialmente, acreditava-se que, talvez, uma inundação ou um tremor de terra pudesse ter movido os caixões, mas ambas possibilidades foram descartadas.

ataudes2

Nessa história, mesmo que tenham sido numerosas ocasiões, desde 1833, não se pôde saber se realmente correspondem a realidade ou se trata apenas de uma lenda. De qualquer maneira, é uma história bastante curiosa.

E vocês pessoal, o que acharam dessa história? Será que é verdade? Ou apenas uma lenda urbana para assustar as pessoas? Será que alguém realmente ia lá para mexer nos caixões? Ou os familiares é que gostavam de fazer uma festinha quando tinha ninguém por perto? Encontraram algum erro? Tem sugestões? Dúvidas? Não se esqueçam de comentar com a gente!

Próxima Matéria
Júlia Marreto
É a dona de um coração esculpido pela literatura e preenchido pelos bons vinhos de Baco. Guiada nas artes da vida por Ares, possui a discreta delicadeza de um elefante pulando carnaval numa loja de cristais! Movida diariamente pelo combustível da vida: o café, essa garota possui raízes profundas na poesia da vida. É muito séria, mas sabe brincar na hora certa. Ama os animais e detesta filme de terror. Apesar de cantar mal, canta com sentimento. E adora musicais! Sua principal tentativa desportiva é o baralho. Ela gosta mesmo é de coisas antigas, apaixonada pela vida e sonha com o universo. Instagram: , @juliamarreto
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+