• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


O momento em que esse homem percebe que está rodeado de pessoas que ele salvou do holocausto é lindo

POR Isabela Ferreira    EM Entretenimento      04/10/17 às 18h58

O que você seria capaz de fazer para ajudar outra pessoa? Responda sinceramente para si mesmo. Muita gente é capaz de dar a própria vida para salvar um pai, mãe ou irmão. São pessoas que de fato, ninguém quer ver partir, portanto, não é muito difícil fazer algo em prol delas. Mas e o que você seria capaz de fazer para ajudar um desconhecido? Ao longo da história mundial, já vivemos infinitas situações de guerra e desastres humanos, a exemplo do holocausto.

Apenas para recordar, o holocausto ficou conhecido como um dos maiores geconídeos de toda a história. Durante a Segunda Guerra Mundial, estima-se que 6 milhões de judeus tenham sido exterminados em campos de concentração, tudo organizado pelo governo nazista. Poucas pessoas tiveram coragem de agir contra tamanha atrocidade, e uma delas, foi o corretor britânico Nicholas Winton.

O ato de heroísmo de Nicholas Winton

O ano era 1938. Winton, corretor britânico com a carreira sendo alavancada naquela exata época, ao mesmo tempo em que tomou a decisão mais arriscada e corajosa de toda sua vida. Decidiu que cancelaria suas férias em Praga, capital da República Checa, para ajudar seu amigo Martin Blake em uma causa completamente nobre. Desta forma, conseguiu salvar a vida de 669 pessoas!

Blake foi desesperado ao encontro do amigo para pedir ajuda. Ele precisava de alguém que encarasse a árdua missão de salvar crianças, maioria judaicas, que eram refugiadas da Checoslováquia. Winton possuía ascendência judaica e já tinha ouvido falar de todo o horror e violência enfrentado pelos judeus na Alemanha e Áustria durante o holocausto.

Foi logo após conhecer o Kinderstransport, que era um grande esforço de agências judaicas na tentativa de salvar 10 mil crianças, levando-as com segurança para a Grã-Bretanha, que ele decidiu mergulhar de cabeça nessa luta. Sabia que precisava organizar uma operação semelhante na Checoslováquia.

A operação

Ele chegou a instalar em seu hotel em Praga, sua operação de resgate. Recebia inúmeros pedidos de pais desesperados, que queriam seus filhos de volta. De forma surpreendente, Winton não encontrou grandes dificuldades por parte dos nazistas na tentativa de afastar as crianças do país. Em entrevista dada à ABC News no ano de 2008, o homem disse: "Nós estávamos nos livrando de pessoas que Hitler queria se livrar [...] quero dizer, você já teve a Gestapo na estação Wilson ajudando as crianças a entrar nos comboios".

Semanas depois, Winton precisou voltar para Londres na intenção de resolver para onde as crianças iriam. Enquanto isso, deixou um de seus amigos no comando da operação em Praga. Apenas a Grã-Bretanha e a Suécia concordaram em acolher os refugiados.

Infelizmente, as crianças não poderiam retornar para seus pais. Foi aí que ele resolveu agir. Para conseguir famílias que estivessem realmente dispostas a pagar a taxa exigida na época para adotar uma das crianças, fez anúncios em jornais, sinagogas e igrejas. Por incrível que pareça, deu certo! No fim de tudo, ele havia conseguido salvar 669 crianças de grande parte da dor que viveriam durante o holocausto. De acordo com ele, o único arrependimento que carregava era o de não ter conseguido ajudar mais pessoas.

Sabe o que é mais impressionante sobre tudo isso? Ele nunca contou nada para ninguém, nem mesmo para a esposa. Os únicos que ficaram sabendo foram aqueles que participaram junto a ele da operação. Seu feito de coragem e compaixão apenas foi descoberto depois de sua mulher encontrar alguns registros escondidos no sótão da casa, a exemplo de fotos, documentos das crianças e seus nomes. Tudo permaneceu em segredo por 50 anos!

A esposa relata o acontecido para um estudioso do holocausto

Depois de descobrir a façanha do marido e ter se sentido extremamente comovida e orgulhosa, Grete, a esposa, decidiu ir em busca de um historiador especializado no holocausto. Entregou a ele todos os arquivos que encontrou no sótão de sua casa. Como já era de se esperar, o homem ficou fascinado pela história de Winton e decidiu que o mundo deveria saber daquilo.

Conseguiu levar o caso até um programa britânico de TV, chamado That's Life, da BBC. Resolveram então fazer uma enorme surpresa para o Sr. Nicholas Winton. Conseguiram entrar em contato com alguns dos sobreviventes que ele ajudou a resgatar. Levaram todos eles para a platéia do programa e convidaram também o homem para fazer parte do público da atração, sem que soubesse de nada. Para ele, era apenas mais um espectador do programa rodeado de pessoas totalmente desconhecidas.

Quando revelaram o que realmente estava acontecendo, e quem eram aquelas pessoas ali sentadas na plateia, sua reação foi emocionante. É nítido que a situação mexeu com ele. Para ver, basta conferir o vídeo que disponibilizamos logo acima! Winton faleceu aos 106 anos de idade, no dia 1 de julho de 2015. Sim, não é um caso recente, mas com certeza será eternamente válido lembrar dos esforços deste homem incrível! O mundo merece mais pessoas como ele, e o bom exemplo fica aqui registrado.

E então pessoal, já conheciam a história? Lindo, não é mesmo? Compartilhem suas ideias com a gente, aí pelos comentários!

Próxima Matéria
Isabela Ferreira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+