icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


O Planeta Nove pode não existir, segundo nova pesquisa

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      22/04/20 às 16h55
capa do post O Planeta Nove pode não existir, segundo nova pesquisa

Sistema Solar é formado pelo Sol e mais 1.700 corpos celestes menores, entre cometas, asteroides e os planetas com seus satélites. Nosso sistema solar fica em um dos espaços da Via-Láctea, sendo formado pela estrela solar e por tantos outros corpos celestes ao seu redor. Destes, podemos citar a lua, asteroides, planetas e seus satélites junto de tudo aquilo que estiver presente no espaço sideral.

Alguns séculos atrás, as pessoas pensavam que tinham mais de oito planetas. E erroneamente, classificaram asteroides como planetas. Mas algumas dessas previsões acabaram sendo verdadeiras. E ainda acredita-se que alguns desses planetas possam existir.

Como é o caso de um, em específico, que era bem real para os astrônomos. O Planeta Nove teria o mesmo tamanho que Urano ou Netuno e uma massa 10 vezes maior que a da Terra. Ele também seria 20 vezes mais distante do sol do que Netuno. E levaria entre 10 e 20 mil anos para completar uma órbita no sol. E astrônomos de vários lugares e do Instituto de Tecnologia da Califórnia acham que ele realmente possa existir.

Mas um novo estudo, feito pelos astrônomos da Universidade da Pensilvânia, questiona se o Planeta Nove pode realmente existir. Desde 2014, os astrônomos tentam explicar o comportamento estranho de objetos trans-netunianos, que são corpos celestes pequenos que orbitam nossa estrela além de Netuno. Um dos argumentos é que esses objetos poderiam estar sob a influência do nono planeta que não tinha sido descoberto. E outros cientistas diziam que esse planeta era um aglomerado de rochas espaciais menores.

Planeta

E os pesquisadores da Pensilvânia analisaram os dados do Dark Energy Survey, que é  um estudo visível de infravermelho  feito em um observatório do Chile. E depois da análise  eles não encontraram nenhuma evidência de objeto trans-netuniano extremo se agrupando.

"Não teríamos formulado a ideia do Planeta Nove se nossos dados fossem os únicos existentes", disse Pedro Bernardinelli, principal autor do artigo.

Ele também esteve à frente de um outro estudo, que foi publicado em março, que dizia ter descoberto 139 planetas menores. Mas pequenos demais para serem considerados planetas, mas não chegavam a ser cometas ou rochas espaciais. Eles estavam orbitando o sol depois de  Netuno.

"À medida que descobrimos mais desses objetos distantes, a distribuição começa a parecer ainda mais uniforme.É muito ruim para a ideia do Planeta Nove", disse Samantha Lawler, da Universidade de Regina, no Canadá, que não estava envolvida no estudo.

Hipótese

Mas de acordo com ela, ainda não se deve concluir que o Planeta Nove possa não existir. "A maneira como a hipótese do Planeta Nove é construída é que é completamente impossível falsificá-la. A única maneira de provar que não existe é procurar em cada centímetro quadrado do céu e não encontrá-lo", continuou.

Aqueles que acreditam na existência do Planeta Nove ainda mantém sua esperança. Para eles, simplesmente não existem dados suficientes para que possa se chegar em uma resposta. Já que as órbitas dos objetos trans-netunianos são incomuns e os levariam a distâncias muito extremas do sol. E exatamente isso faria com que elas fossem muito difíceis de ser detectadas.


Próxima Matéria
avatar Bruno Dias
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest