icone menu logo logo-fatos-desconhecidos.png


O que acontece quando alguém tem um surto depressivo?

POR Magno Oliver    EM Ciência e Tecnologia      29/08/15 às 15h00
capa do post O que acontece quando alguém tem um surto depressivo?

Um surto psicótico é um processo repentino, que acontece sem aviso.
Quando um estado desse acomete uma pessoa, ela passa a ter perda da noção de realidade e pode apresentar falas incoerentes, confusão emocional, confusão mental, delírios e alucinações.

Aqui no site da Fatos Desconhecidos, nós já apresentamos para você uma matéria que ilustra o surto/estado depressivo e traz imagens que ilustram o que é ter depressão (Clique aqui e confira a matéria).

Mas o que acontece quando uma pessoa entra em estado de surto depressivo? O que acontece com o corpo nesse estado?

Segundo um estudo realizado pela Federação Mundial de Saúde Mental, o surto depressivo atinge cerca de 350 milhões de indivíduos pelo mundo e que uma a cada 20 pessoas possuem depressão. De acordo com André Brunoni, coordenador do Serviço de Neuromodulação do Instituto de Psiquiatria da Universidade de São Paulo (IPq-USP) em entrevista à revista Galileu, "Os quadros de depressão podem ser leves e às vezes são confundidos com questões de personalidade, como se fosse um tipo de frescura".

Vários fatores podem contribuir para uma pessoa ter depressão. Segundo o especialista, ela é causada pelo fator ambiente de convivência do ser humano, genética, stresse e pouca valorização, mas os fatores principais são o ambiente e a genética da pessoa.

Quando dizem que você "surtou", significa que reagiu de forma intensa às percepções de reações desproporcionais ao estado psicológico do seu cérebro. A doença afeta a capacidade de comunicação entre seus neurônios. Ela também afeta a região do cérebro que julga as tomadas de decisões e julgamentos entre o que é certo e errado, o córtex pré-frontal.

Segundo o psiquiatra, a pessoa sente dificuldade em processar informações e agir, dando a impressão de que o cérebro não está indo muito bem em seu funcionamento e o corpo aumenta a produção de cortisol, aumentando a adrenalina no sangue, fazendo com que sua frequência cardíaca diminua.

O tratamento para esse tipo de doença varia bastante. Os surtos podem ser tratados por meio de mudanças em sua vida, além de boa alimentação e exercícios. Nos casos mais graves, André Brunoni indica que se utilizam muitos antidepressivos.


Próxima Matéria
avatar Magno Oliver
Magno Oliver
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest