• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


O que acontece se você não usar o modo noturno no seu celular?

POR Cristyele Oliveira    EM Ciência e Tecnologia      11/11/19 às 12h24

Você, provavelmente, já deve ter ouvido por aí que usar o celular antes de dormir pode atrapalhar o seu sono, certo? Muita gente ignora esse fato. Mas na verdade isso faz muito sentido, já que as luzes das telas, podem atrapalhar o ritmo circadiano. O que pode trazer problemas para as vistas e também atrapalhar a qualidade do sono. Mas, obviamente, como vivemos em um mundo hiper mega conectado, não dá pra simplesmente se afastar da tela do celular ou do computador para preservar o sono. Pensando nisso, surge o modo noturno, que vem como uma opção para diminuir os efeitos das luzes na nossa saúde.

Não há muito tempo atrás, fabricantes e desenvolvedores de aplicativos e sistemas operacionais, começaram a oferecer recursos com o modo noturno. Essa é uma opção para evitar o cansaço visual durante o uso dos dispositivos em ambientes escuros. Algumas redes sociais, como o Twitter por exemplo, já ofereciam a possibilidade de deixar a tela do aplicativo no modo noturno. Mas agora, com o lançamento do modo noturno no sistema iOS, tem se falado mais sobre a importância de um filtro que deixe a tela com cores mais quentes e menos azuis. A ideia é deixar o uso dos dispositivos mais confortável. Versões mais modernas do Android também têm essa opção. Mas também há aplicativos próprios, que deixam a tela um pouco mais escura.

O modo noturno

Então, o modo noturno ajuda mesmo na qualidade do sono e no conforto visual? Sim, e a explicação para isso é muito óbvia. Basicamente, durante o dia, as telas de computadores, televisões e smartphones são confortáveis para se olhar porque o intuito delas é se parecer com o sol. Até aí tudo bem, mas acontece que, quando começa escurecer, você não deveria estar olhando para o sol, certo? Especialmente, por volta das 21h ou 3h da manhã.

Então, obviamente, quando o sol se põe, o ideal é usar menos o computador ou o celular. Ou, se possível colocar ele em um modo que emita luzes mais confortáveis aos olhos. Por esse motivo que é recomendo que se evite o uso desses dispositivos por pelo menos uma hora antes de dormir.

Não é como se o efeito dessas luzes fortes fosse irremediável, felizmente. Até porque não dá para ficar sem usar tais dispositivos. Então, enxergar luzes "mais confortáveis" e adequadas à visão, já ameniza o problema significativamente. Existe toda uma explicação científica para isso. E depois dela, você vai querer colocar o modo noturno em tudo na sua vida.

O efeito das luzes

Tudo começa com as três cores primárias que foram os pixels de praticamente todos os dispositivos. Em suma, o que, no caso, é o verde, azul e o vermelho. Embora elas sejam emitidas juntas, de uma só vez, elas não são absorvidas pela nossa córnea e, consequentemente, pelo cérebro, da mesma foram.

As diversas tonalidades de cores são absorvidas por vários tipos de fotorreceptores. Que são as células que captam a luz e transmitem os impulsos nervosos para o cérebro. A luz azul, especialmente, é absorvida por um fotopigmento chamado melanopsina. Acontece que a melanopsina, quando sensibilizada por essa luz, envia uma mensagem ao cérebro para parar de produzir melatonina, o hormônio que controla o sono. É um processo natural e bem simples. Com a quantidade de luz azul recebida durante o dia, o nosso organismo naturalmente entende que ainda não é a hora de dormir.

Então, seguindo esse raciocínio, conforme vai escurecendo, o corpo começa a produzir melatonina como um indicativo de que é quase hora de dormir. Então, você já pode imaginar como o excesso de luz azul durante a noite interfere nesse processo. A luz azul da tela do seu smartphone é muito maior do que a luz incandescente. Ou seja, o seu cérebro logo entende que não é hora de dormir. Mesmo que o ritmo circadiano, conhecido como relógio biológico, tente dizer o contrário.

Ativando o modo noturno

Na última versão do sistema operacional iOS, já é possível ativar o modo noturno do dispositivo. Embora a Apple tenha sido a primeira fabricante a oferecer esse recurso nativamente em seu sistema, os usuários de Android e Windows também podem se beneficiar do modo noturno. Nem que seja através de aplicativos que suavizam as cores da tela.

Inclusive, as versões mais atuais do Android, a partir do Oreo, já tem esse recurso disponível na configuração do aparelho. Versões anteriores podem baixar aplicativos para isso. O mais popular é o f.lux que funciona para smartphone e também computadores. "O f.lux faz com que a tela de seu computador se pareça com a sala que você está, a qualquer hora. Quando o sol se põe, ele faz com que o computador se pareça com as luzes artificiais do seu quarto. De manhã, ele faz a tela se parecer com a luz do sol novamente", diz a descrição do aplicativo.

Enfim, o que você achou desse texto? Ficou convencido a ativar o modo noturno em todas as suas plataformas? Conta para a gente nos comentários e aproveite para compartilhar com os seus amigos.

Próxima Matéria
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+