• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


O que aconteceria se existisse uma quarta dimensão espacial?

POR Natália Pereira    EM Ciência e Tecnologia      07/03/18 às 09h53

Muitos podem não acreditar nas teorias sobre dimensões superiores a nossa mas os cientistas estudam essa possibilidade e suas consequências já a algum tempo. O tema já deu origem a filmes como Interestelar e não parou apenas na televisão. Pesquisas continuam sendo feitas a fim de comprovar a sua existência e estão cada vez mais concretas. Um método conhecido como Efeito Hall Quântico foi utilizado por duas equipes para compreender a quarta dimensão.

Grande parte dos experimentos acabam destorcendo as próprias leis da física e se tratam de teorias realmente complexas. E através dela eles acreditam estar ainda mais próximos de comprovar a existência da quarta dimensão. Seus estudos foram publicados na famosa revista de ciências Nature.

Um deles foi feito por uma equipe americana composta pela por membros da Universidade de Pittsburgh, Universidade da Pensilvânia, Instituto de Tecnologia Holon e o Hinstituto Federal de Tecnologia de Zurique.

O outro estudo foi feito por europeus e reuniu profissionais da Universidade de Munique Ludwig-Maximilians, Universidade de Trento, Universidade de Birmingham, Instituto de Tecnologia de Zurique e da organização nomeada como Max Planck Society.

A pesquisa

Para que fosse possível estuda-la, ambas as equipes fizeram o uso de uma configuração especial. Ela foi feita usando dimensões inferiores para poder compreender como seria a quarta dimensão. Os métodos utilizados fizeram com que eles ganhassem o prêmio Nobel de Física em 2016 e permitiu que a quarta dimensão espacial fosse comprovada.

Isso ocorreu da seguinte forma. Sabe-se que um objeto da terceira dimensão (a nossa) é capaz de projetar uma sombra na segunda dimensão. Ao compreender isso os cientistas foram capazes de encontrar uma sombra em nossa dimensão provavelmente gerada por um objeto existente na quarta dimensão. Apesar de sua real visualização não ser possível a sombra encontrada é um registro valioso sobre a sua existência. Revelando uma imagem dos possíveis efeitos da dimensão em questão.

Os americanos usaram uma método com a utilização de lasers. A sua luz foi colocada sobre um bloco de vidro e manipulada para imitar um campo elétrico em partículas carregadas. Isso fez com que o Efeito Hall da quarta dimensão fosse notado. Já os europeus, que também utilizaram lasers e os utilizaram para colocar átomos esfriados a quase zero em uma rede da segunda dimensão. Criando, com mais lasers, uma bomba atômica capaz de mover os átomos. Resultando em uma pequena variação, o que era previsto pelo Efeito Hall da quarta dimensão.

Esse fator observado faz com que eles acreditem que seja possível interferir de alguma forma na quarta dimensão.

Expectativas futuras

Apesar de todo o estudo ainda estar apenas começando eles esperam conseguir muito mais resultados no futuro. O universo que conhecemos se limita a terceira dimensão e apesar de se acreditar ser fisicamente impossível alcançar qualquer dimensão superior a nossa eles esperam conseguir visualizá-la. Fazendo com que a compreensão humana sobre o universo se amplie cada vez mais. Apesar de não parecer muito não se sabe o que esperar para o futuro de acordo com esses resultados. Eles podem ser ainda mais promissores na medida que alcançarem seus objetivos.

Agora eles já podem entender melhor como ela funciona e esperam ter um maior vislumbre sobre ela no futuro. É como no mito da caverna de Platão. As pessoas na caverna não podiam sair de lá, assim como não podemos deslocar entre as dimensões, mas elas conseguiam ver sombras emitidas através das coisas que estavam fora da caverna, permitindo que eles tivessem uma certa noção do que havia lá, mesmo sem poder vê-las realmente.

O estudo com certeza representa um avanço para a ciência. Podendo representar enormes descobertas no futuro. A curiosidade sempre tomou conta das pessoas e saber que existe algo a cima de nós que não podemos ver é completamente perturbador. Talvez um dia possamos acabar com essa curiosidade! O que acham?

Próxima Matéria
Via   IG     Hypescience  
Natália Pereira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+