• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


O que aconteceu com a criança com nanismo que implorava pra morrer em vídeo?

POR Erik Ely    EM Curiosidades      22/02/20 às 13h50

Recentemente, um vídeo de uma criança, com nanismo, chorando após ser vítima bullying na escola, gerou uma onda de comoção e solidariedade, em milhares de pessoas no mundo todo. No vídeo, o garotinho Quaden Bayles, de 9 anos, chorava muito e pedia à mãe para se matar ou para ser morto, pois não suportava mais continuar em sua vida.

Em seguida, a mãe do garoto explica que "é isso que o bullying faz". No entanto, não ficou por isso mesmo. Você sabe o que aconteceu com a criança, depois do vídeo ter comovido toda a internet?

Uma história que uniu internautas

Depois de dois dias, o vídeo foi assistido por mais de 20 milhões de pessoas. Em seguida, espectadores de todo o mundo se uniram e levantaram a hashtag #WeStandWithQuaden (Nós Estamos Com Quaden, em tradução livre). Tudo para que, o que aconteceu, seja discutido, e assim, para que se possa combater o bullying.

Para contribuir com a campanha, famosos, como o ator Hugh Jackman, e o jogador de basquete, Enes Kanter, se uniram à causa em seus perfis nas redes sociais. "Você é mais forte do que imagina, companheiro. Não importa o que acontecer, você tem um amigo em mim", disse Hugh Jackman. Além disso, o ator também pediu, no vídeo postado, que todos "sejam gentis".

Em entrevista ao portal NITV News, a mãe de Quaden, Yarraka Bayles, disse que o filho é constantemente chamado de "anão" pelos colegas. Ela também relatou que seus colegas costumam dar tapinhas na cabeça de Quaden, como se ele fosse um cachorrinho. Tudo por conta da altura do menino. "Ele correu histérico para o carro, porque não queria que eu fizesse uma cena", relatou. "Eu sinto que estou falhando como mãe e o sistema educacional está falhando. Agora, temos uma criança suicida, cansada do bullying e que sofre todo dia na escola e toda fez que sai em público", desabafou Yarraka.

Uma vaquinha online já arrecadou quase R$ 1 milhão

Para o jornal Courier-Mail, Yarraka disse que o filho já havia tentado se matar três anos atrás, quando ele tinha apenas seis anos de idade. "Eu quero que as pessoas, pais e educadores, saibam o que o bullying provoca. Por favor, eduquem seus filhos, sua família, seus amigos", disse Yarraka. "Esse poderia ser seu filho, ou pior, seu filho pode ser quem faz o bullying", alertou.

Em uma outra hashtag, #StopBullying (Pare o Bullying), levantada no Twitter, usuários descrevem suas próprias experiências com atos de agressão, coerção e abuso. Dessa forma, pessoas do mundo todo, inclusive crianças, postaram mensagens de solidariedade. Contudo, o que mais chamou a atenção foi a vaquinha virtual criada pelo comediante americano Brad Williams, de 36 anos. Na vaquinha, ele conseguiu arrecadar mais de US$ 450 mil ( R$ 1.975 mil e contanto). Para se ter uma ideia, em questão de minutos, a meta de 10 mil dólares foi ultrapassada.

Brad tem o mesmo tipo de nanismo que o garoto australiano, chamado acondroplasia. Dessa forma, esse transtorno na ossificação das cartilagens do feto caracterizado por membros curtos. "Vamos mostrar a Quaden e aos demais, que há coisas boas no mundo e que as pessoas são dignas delas", disse Brad, no vídeo da campanha. Para mais informações ou para realizar alguma doação, basta clicar aqui.

Próxima Matéria
Erik Ely
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+