• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


O que aconteceu com o cadáver de Hitler?

POR Arthur Porto    EM Curiosidades      04/11/19 às 11h58

Adolf Hitler se casou com Eva Braun, sua namorada de longa data, na manhã de 29 de abril de 1945. Em suma, o matrimônio aconteceu na sala de mapas de seu bunker subterrâneo, em Berlim. A princípio, quem realizou a cerimônia foi o conselheiro municipal Walter Wagner. Nesse ínterim, atuaram como testemunhas, o Ministro da Propaganda Josef Göebbels e o secretário particular do chanceler, Martin Bormann.

Para celebrar o evento, Hitler organizou um pequeno almoço de recepção. Logo depois, por volta de 4 horas da manhã, o ditador se reuniu com o secretário Traudl Junge. No encontro, que ocorreu em uma habitação privada, Hitler ditou sua última vontade, concluindo, assim, também os últimos detalhes de seu testamento.

No dia seguinte, Hitler e sua esposa, por volta das 14h30, entraram no escritório. O ditador fechou a porta e, depois de uma hora ali, um tiro foi ouvido. Imediatamente, oficiais foram até o local. Ali, encontraram os corpos de ambos em um pequeno sofá.

De acordo com relatos históricos, a têmpora direita de Hitler estava pingando sangue e sua pistola estava aos seus pés. Nesse ínterim, os corpos foram carregados pela saída de emergência do bunker. No jardim atrás da Chancelaria do Reich, os soldados banharam os corpos com gasolina e os incendiaram.

Basicamente, os cadáveres não tenham sido completamente destruídos. Em suma, o que sobrou foi jogado em uma cratera rasa e encoberto.

Há vestígios aqui

Na manhã de 2 de maio, o 79º Corpo de Fuzileiros revistou a Chancelaria. Nesse momento, Ivan Churakov, um soldado do Exército Soviético, notou um trecho de solo recentemente virado. Intrigado, Churakov começou a vasculhar o lugar. De repente, a surpresa. Churakov bateu com sua pá em um pedaço de osso. "Tenente-coronel, há pernas aqui".

Foi, então, ordenada uma exumação. Nesse ínterim, os soldados descobriram os corpos de dois cães. Acredita-se que um era do pastor alemão de Hitler e o outro era de um de seus filhotes. Além dos cachorros, os soldados encontraram também os restos queimados de duas pessoas.

Dias depois, uma autópsia foi realizada. O corpo de Hitler, ou melhor, os restos foram transferidos para um túmulo fora de Berlim. Em seguida, os restos do ditador foram transferidos para a guarnição do Exército Soviético, em Magdeburgo. Lá, o corpo permaneceu até 1970.

Cinzas

Os líderes soviéticos temiam que o túmulo poderia se tornar um santuário para os neonazistas. Por esse motivo, Yuri Andropov, diretor da KGB, decidiu que os restos do ditador deveriam ser destruídos. Foram mantidos apenas fragmentos de um maxilar e o crânio. Ambas partes foram armazenadas em prédio do governo em Moscou.

Andropov, então, designou uma tarefa a Vladimir Gumenyuk, outro oficial da KGB. Gumenyuk, em suma, foi o responsável em escolher um local secreto, para o descanso final dos restos mortais de Hitler.

Gumenyuk, juntamente com outros oficiais, se disfarçaram de pescadores e seguiram em direção às montanhas, parando em um penhasco ao longo de um pequeno riacho. Lá, finalmente, os restos foram reduzidos à cinzas. As cinzas de Hitler foram jogadas ao vento e, assim, desapareceram.

Próxima Matéria
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+