• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


O que aconteceu com o carro enviado por Elon Musk ao espaço?

POR Bruno Destéfano    EM Curiosidades      30/05/19 às 14h20

Enviamos um monte de coisas incomuns para os âmbitos intergalácticos: guitarras, robôs e até mesmo discos de ouro. Sim, somos excêntricos a esse ponto. No entanto, nada disso se compara ao carro enviado por Elon Musk ao espaço no início de 2018. Ele lançou seu Tesla Roadster de R$ 397.000,00 no foguete SpaceX Falcon Heavy. O veículo ainda está circulando em torno do nosso sistema solar, perfazendo um caminho elíptico ao redor do Sol. Com a capota abaixada e um manequim ao volante ouvindo David Bowie (olha o teor excêntrico de novo), o carro fora amarrado ao mais poderoso foguete operacional do mundo. Em novembro de 2018, o conversível passou por Marte e provavelmente voará por Vênus e Mercúrio também.

Desde o seu lançamento, é provavelmente seguro dizer que o Roadster viajou mais do que qualquer outro carro na história. Estima-se que seja quase igual a dirigir todas as estradas do mundo 22 vezes. Entretanto, uma questão ainda perdura: afinal, quais exatos caminhos foram esses?

Quais informações nós já temos?

O carro está longe demais para ser vislumbrado (mesmo com a ajuda de um telescópio). Contudo, os pesquisadores descobriram que, em 2091, o Roadster provavelmente passará perto da Terra. O poderoso telescópio Pan-STARRS, do Havaí, poderá captá-lo a ponto de conseguirmos vê-lo com total nitidez.

Agora, o que nós sabemos é que o Roadster está viajando pelo espaço a milhares de quilômetros por hora. Mais rápido do que a maioria das espaçonaves a jato, inclusive. A sua principal característica tem a ver com a maneira com que gasta combustível. Ou, no caso, não gasta. Ao contrário de um jato, o Roadster não está queimando nenhum tipo de combustível porque simplesmente não precisa.

Em 6 de fevereiro de 2018, quando o foguete Falcon Heavy da SpaceX foi lançado, o carro esportivo recebeu impulso orgânico de velocidade. Mais ou menos como um "estilingue" que o alimenta através do espaço desde o momento em que o lançamento aconteceu. Esse aumento fora tão grande que fez com que o carro chegasse até Marte em novembro do ano passado.

Próximas paradas

O carro enviado por Elon Musk ao espaço está atualmente em um caminho elíptico ao redor do Sol. Ele passará por Vênus e Mercúrio. Cada órbita finaliza em 557 dias corridos. Por isso, a sua primeira está programada para terminar antes do final de 2019. O Roadster é muito pequeno e está longe demais para ser vislumbrado no céu noturno, mesmo com a ajuda de um telescópio. Entretanto, eventualmente, fará o seu caminho de volta à Terra.

Uma equipe da Universidade de Toronto projetou a órbita do Roadster nas próximas décadas. Eles descobriram que, no ano 2091, provavelmente passará perto o suficiente da Terra para podermos ver através de um poderoso telescópio. Porém, se você não quiser esperar tanto tempo, pode facilmente rastrear o Roadster pela Internet.

Fãs como Ben Pearson usam dados da NASA para projetar a localização do carro através do espaço. Por enquanto, o conversível continuará sua longa jornada ao redor do nosso sistema solar. E, talvez, se os seres humanos chegarem em Marte, poderíamos até ver o Roadster no trajeto até lá. Quem sabe, não é?

Próxima Matéria
Bruno Destéfano
Escritor, fotógrafo e jornalista // Deixe que o conhecimento te revolucione de dentro para fora.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+