• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


O que aconteceu com os grandes amores de Anne Frank citados em seu diário

POR Jesus Galvão    EM Curiosidades      17/05/19 às 16h57

Às vezes, quando olhamos para trás em nossa história e percebemos que nela está impressa as crueldades do nazismo, tudo o que ocorreu nos faz duvidar de nossa própria humanidade. Parte dos horrores vividos por aquelas pessoas se tornaram evidentes através de livros e relatos. Incluindo o Diário de Anne Frank.

A adolescente nos atualiza dia após dia sobre o que estava acontecendo naquele pedaço do mundo, enquanto ela estava presa no sótão de uma casa em Amsterdã. Nesse diário, Anne nos conta sobre dois meninos, ambos chamados Peter.

Anne escreveu para seu diário entre junho de 1942 e agosto de 1944. Primeiramente, em forma de cartas e depois, paralelamente, na forma de um diário.

Ela passou a fazer os registros de seu cotidiano depois de ouvir no rádio o ministro holandês da cultura, em exílio, pedindo que a população escrevesse. Para que assim, as pessoas no futuro pudessem saber sobre tudo o que ocorreu.

No diário, assim como outras adolescentes da época, Anne fala sobre dois meninos e sobre como eles mexeram com seu coração naquele período tão sombrio de nossa história.

Os Peters

O primeiro deles é seu colega de escola, Peter Schiff, que assim como ela, fugiu da perseguição nazista na Alemanha com sua família e foi para a Holanda. Em Amsterdã, Schiff conhece Anne, uma vez que frequentavam a mesma escola.

Os jovens saíram algumas vezes e a menina o descrevia em seus manuscritos como um menino "bonito, alto, esguio, sério, sereno e inteligente". Em uma determinada parte de seu diário, Anne até mesmo confessa ter sonhado com o garoto.

"(...) os olhos de Peter encontraram os meus... aqueles belos e aveludados olhos castanhos". A menina até mesmo faz um desabado sobre a oportunidade que perdeu por não se abrir com ele a respeito de seus sentimentos. "(...) eu poderia ter lido o quanto eu o amava e o quanto eu ainda o amaria... Eu sabia com certeza que Peter ainda era o meu escolhido".

Peter Schiff era de família judia e, assim como milhares de outros, foi enviado para um campo de concentração onde acabou morrendo. Na extensa documentação nazista, não fica claro se foi em Auschwitz ou Bergen Belsen.

Em 2008, um amigo de infância de Schiff, Ernest Michaelis, publicou uma foto do garoto. A imagem foi entregue a ele pelo próprio garoto, como uma lembrança antes de Ernest partir para ir morar na Inglaterra com sua família.

O segundo Peter relatado por Anne nos diários é seu companheiro de confinamento: Peter van Pels. Van Pels também se mudou da Alemanha para a Holanda com a família.

O jovem compartilhou com Anne o confinamento onde viveram, no antigo prédio dos fundos na rua PrinsengrachtNo começo, Anne não se dava muito bem com van Pels, porém, os meses dividindo o mesmo teto acabou os aproximando e um possível romance pode ter surgido.

As separações

Entretanto, em 4 de agosto de 1944, assim como Anne e seus familiares escondidos no sótão, van Pels foi preso. Todos foram levados para Westerbork e, em 3 de setembro de 1944, foram levados para Auschwitz. Um dos momentos mais difíceis que o rapaz passou ali foi quando selecionaram o seu pai para morrer.

No campo de concentração, von Pels esteve no mesmo grupo de trabalho de Otto Frank, pai de Anne. Ele trabalhou ao lado de Otto, até janeiro de 1945, quando foi selecionado para ir para outro campo.

Otto quis esconder o jovem para que eles não se separassem. Entretanto, von Pels acreditou que teria mais chances de viver se seguisse a ordem de se mudar. Ele foi levado então para Mauthausen, onde, em pouco dias, ele foi escolhido para um trabalho que o deixou doente.

Segundo informações da Cruz Vermelha, em 5 de maio de 1945, Peter von Pels morreu. No mesmo dia em que o campo de concentração em que ele se encontrava foi libertado pelos militares dos Estados Unidos.

Como a história nos conta, em março de 1945, Anne Frank e sua irmã, Margot Frank, morreram de tifo epidêmico. Elas estavam em um campo de concentração em Bergen-Belsen.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+