icone menu logo logo-fatos-desconhecidos.png


O que é esse tal de "iodo" colocado no sal? O que acontece se um ser humano não ingerir isso?

POR Magno Oliver EM Ciência e Tecnologia 23/09/15 às 14h59

capa do post O que é esse tal de "iodo" colocado no sal? O que acontece se um ser humano não ingerir isso?

Ele é um tempero considerado essencial e quase insubstituível para o preparo de uma refeição. O sal é um item presente e obrigatório em todas as cozinhas do mundo. E na composição do sal vai um elemento que é adicionado em sua composição, o iodo.

A cozinha é um dos lugares onde a gente também passa maior tempo de nossas vidas, depois de dormir, que é considerado o primeiro lugar como um terço de nossa existência. Aqui no site da Fatos Desconhecidos, nós mostramos para você uma matéria sobre um casal que decidiu recriar a cozinha da série "Os Simpsons"(Clique aqui e confira a matéria).

Esta substância é importante para realizar a síntese dos hormônios tireoideanos  que regulam as funções do nosso organismo, sendo um elemento importante para o funcionamento da tireoide.

A falta de iodo em nosso organismo pode gerar uma doença na região da garganta chamada bócio, que é uma hipertrofia que atinge a glândula tireoide. Também pode desencadear sérios problemas no desenvolvimento do feto no período de gestação da mãe.

A tireoide sintetiza os hormônios tiroxina(T3) e triiodotironina que atuam nos crescimentos neurológico e físico e no controle e manutenção da temperatura corporal. Além disso, eles controlam o metabolismo da oxidação celular, da água, de alguns minerais em nosso organismo e de proteínas.

Muita gente nem imagina, mas o iodo contido no sal é bastante importante para o funcionamento de órgãos como os ovários, rins, coração e o fígado.

1 - A Falta de Iodo

Além da doença de bócio, o iodo não consumido nas quantidades indicadas pelos nutricionistas podem causar doenças como hipotireoidismo, deficiência mental, mortalidade infantil e até infertilidade. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a quantidade recomendada da substância para cada idade é a seguinte:
Crianças de 0 até 1 ano: 90 microgramas por dia ou 15 mcg/kg/dia
Crianças de 1 ano a 6 anos: 90 microgramas por dia ou 6 mcg/kg/dia
Crianças de 7 a 12 anos: 120 microgramas por dia ou 4,0 mcg/kg/dia
Adolescentes e adultos: 150 microgramas por dia ou 2,0 mcg/kg/dia
Gestantes e lactantes: necessidades chegam a 200 microgramas por dia ou 3,5 mcg/kg/dia.

2 - O Consumo em Excesso

A Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia alerta que as doenças que atingem a tireoide por conta do iodo atingem cerca de 300 milhões de pessoas no mundo. Segundo uma resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, os fabricantes de sal devem reduzir a quantidade de iodo por conta do consumo em excesso de sal pelas pessoas.

Essa prática de consumo em excesso prejudica o bom funcionamento da tireoide. Segundo pesquisas, o câncer do tipo papilífero corresponde a 80% dos casos da incidência de doenças por excesso de iodo.


Próxima Matéria
avatar Magno Oliver
Magno Oliver
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest