icone menu logo logo-fatos-desconhecidos.png


O que está causando anéis de gelo no lago mais profundo da Terra?

POR Arthur Porto    EM Ciência e Tecnologia      06/02/20 às 17h32
capa do post O que está causando anéis de gelo no lago mais profundo da Terra?

O mais profundo lago de água doce do mundo está localizado na Sibéria, Rússia, não muito longe da fronteira com a Mongólia. Durante o inverno e a primavera siberiana, o lago Baikal, com mais de 600 km de extensão, é marcado por enormes anéis de gelo, com diâmetro variando entre 5 e 7 km. O fenômeno, há décadas, vem intrigando os moradores locais.

Além disso, o fenômeno também tem sido igualmente objeto de curiosidade e estudos da comunidade científica. Até então, pouco se sabia sobre os anéis de gelo. Agora, ao que parece, o mistério foi revelado. Isso mesmo, após estudos e análises, a comunidade científica descobriu uma explicação cabal para a formação dos anéis.

Os anéis de gelo

Resolver esse mistério, no entanto, não foi fácil. Uma equipe internacional de pesquisadores da França, Rússia e Mongólia, que estudam os anéis de gelo do lago desde 2010, optaram por viajar para o lago semestralmente entre 2016 e 2017. Para monitorar o fenômeno, a equipe instalou 380 sensores próximos aos anéis. Para instalá-los, os cientistas tiveram que perfurar parte do gelo que cobre o lago.

As hipóteses, inicialmente adiantadas, mostram que os anéis são ocasionados por bolhas de metano, que subiriam do fundo do lago ou em condições atmosféricas muito específicas. Entretanto, tais possibilidades não foram confirmadas. Os pesquisadores notaram também que alguns desses anéis de gelo se formam nas águas mais rasas do lago, em áreas onde não há emissões de gás.

Os anéis de gelo se formam no lago Baikal desde 1969. De acordo com imagens capturados por satélites, alguns anéis duram dias, outros permanecem ali por meses. Esses anéis, além disso, têm um comportamento imprevisível. Ou seja, anualmente, o fenômeno ocorre em diversos pontos do lago.

Os anéis, em geral, segundos os cientistas, tendem a aparecer no final de abril. Em contrapartida, dados captados pelos sensores e imagens de infravermelho obtidas por satélite mostram que os redemoinhos também se formam na água durante o outono boreal, antes do congelamento do lago.

Além da hipótese que enolve as bolhas de metano, os cientistas também acreditam que, desde uma das baías, fortes ventos criam redemoinhos e formam os anéis no momento em que a água congela.

Perigos

A espessura do gelo no lago Baikal, durante o inverno, é extremamente rígida. Nesse ínterim, motoristas audaciosos chegam até realizar viagens, cortando caminho sobre o gelo. Este hábito, porém, tem sido a causa de muitos afundamentos de veículos e perdas humanas.

Por essa razão, o autor principal do estudo, Aleksei Kuraev da Universidade de Toulouse-III na França, ressalta o perigo que existe próximo aos anéis. Para pesquisador, devido a extensão, e por alguns serem até invisíveis a olho nu, os anéis acabam representando autênticas armadilhas para os motoristas.

Por isso, ele e o seu grupo de cientistas têm mantido atualizado uma página na Internet com a localização dos diferentes anéis. A localização é feita via satélite, assim, os motoristas podem contorná-los.

Fenômenos semelhantes foram detectados pela equipe de cientistas no lago Hovsgol, na Mongólia, e no lago Teletskoe na república de Altai, na Rússia.


Próxima Matéria
Via   Live Science  
Imagens Live Science
avatar Arthur Porto
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest