icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


O que o Tinder sabe sobre sua vida?

POR Isabela Ferreira EM Curiosidades 06/11/17 às 14h48

capa do post O que o Tinder sabe sobre sua vida?

A partir do dia 12 de setembro de 2012, o mundo da paquera ganhou um novo aliado. Certamente você já ouviu falar do Tinder, um aplicativo que viabiliza encontros e tem como objetivo fazer com que pessoas se conheçam e iniciem um relacionamento. Ele veio realmente para facilitar a vida daqueles que pretendem encontrar alguém, ou pelo menos, é nisso que os usuários acreditam. Você é um usuário do app? Bom, já escrevemos outras matérias a respeito. Talvez você tenha interesse em conferir nossa matéria sobre 7 dicas certeiras para você ter mais sucesso no Tinder

O Tinder utiliza uma multiplataforma que permite cruzar dados de outras redes sociais, sendo possível até mesmo localizar geograficamente determinada pessoa. Ele ainda possibilita manter conversas com várias pessoas ao mesmo tempo. Enfim, será que você já se perguntou o que a empresa responsável pelo aplicativo sabe sobre você? Será que eles armazenam informações pessoais e que podem, de alguma forma, te comprometer?

Judith Duportail, a jornalista que entrou em contato com os responsáveis pelo Tinder

Judith Duportail, que é uma jornalista da França, acabou se fazendo essas mesmas perguntas. Ela, que faz parte dos mais de 50 milhões de usuários do Tinder, resolveu entrar em contato com os responsáveis para descobrir todas as informações que poderiam ter a seu respeito. De acordo com ela: "Faz vários anos que uso o app e me dei conta que a cada interação eles sabem um pouco mais sobre mim".

Para conseguir o que pretendia, contou com a ajuda do advogado Ravi Naik e do ativista Paul-Olivier Dhaye. Passou então a enviar e-mails para os responsáveis pelo Tinder, pedindo que lhe dessem acesso aos dados que tinham armazenado sobre ela. Foi realmente desgastante e precisaram enviar inúmeras mensagens para conseguir o pretendido acesso. Foram vários meses de espera, mas nunca pensaram em desistir. O que estava por vir seria impressionante e ao mesmo tempo, assustador.

Se você tentasse fazer algo parecido aqui no Brasil, não teria garantia de sucesso. O Tinder não tem a obrigação de fornecer esses dados em território brasileiro, embora ainda possam ceder.  No entanto, a União Europeia possui leis de proteção de dados, onde todos os cidadãos possuem direito de saber a respeito de informações que são armazenadas sobre eles.

O que precisam fazer é enviar um e-mail para o endereço "privacyinquiries@gotinder.com", com o seguinte assunto: Subject Access Request, que em tradução significa Pedido de Acesso. É um processo lento, mas possui suas garantias.

A surpresa: 800 páginas contendo informações pessoais

No caso de Judith, ela ainda acabou recebendo um retorno que nunca imaginava. Os responsáveis pelo Tinder entregaram para a mulher cerca de 800 páginas com informações pessoais sobre ela. Havia realmente muita coisa ao longo das páginas. Mensagens recebidas e enviadas, fotos que ela postava no Instagram, mesmo depois de ter desvinculado as contas... Chocante, não acha?

Ainda pôde encontrar a frequência em que usava o aplicativo e os horários em que mais costumava entrar. Os responsáveis também possuem acesso ao tempo que outros usuários passam em seu perfil. Por incrível que pareça, de acordo com os dados recebidos por ela, o aplicativo ainda sabe o tipo de pessoa que mais te atrai e o que te faz reagir positivamente ou negativamente.

 

Depois de analisar as informações que recebeu, Judith afirmou o seguinte: "Ler todos os meus dados pessoais me fez perceber algumas coisas sobre eu mesma. A maneira como eu me comportava era pior do que eu pensava. Eu ignorava as pessoas, copiava as mesmas mensagens para várias delas". Toda a informação que o aplicativo guarda em sua base de dados a impressionou, mas garante que a partir de agora tomará mais cuidado.

O Tinder em si, permite que você configure o aplicativo de acordo com o que mais lhe interessa. Eles podem ter mais ou menos informações sobre você, no entanto, ainda é bom ter certos cuidados. "Ao usar um app de encontros, você se sente segura porque ninguém está olhando. Mas é preciso ter em mente que nenhuma dessas mensagens te pertence: elas são de propriedade da empresa", disse a moça.

E então pessoal, o que acharam? Sabiam que o Tinder pode armazenar tantas informações a seu respeito? Compartilhem suas ideias com a gente aí pelos comentários!


Próxima Matéria
avatar Isabela Ferreira
Isabela Ferreira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest