icone menu logo logo-fatos-desconhecidos.png


O que são aquelas "bolinhas" na calçada?

POR Júlia Marreto EM Mundo Afora 15/02/17 às 18h17

capa do post O que são aquelas "bolinhas" na calçada?

Quantas vezes, andando na rua, você viu essas bolinhas e nem percebeu, ou se perguntou porque raios elas estavam ali? Bem, na próxima vez que você notá-las em uma calçada verá que elas possuem um padrão. Muita gente acredita que elas estão ali para evitar que as pessoas escorreguem, outras acham que servem para drenar água, mas não é nada disso. A verdadeira razão é muito mais complexa e fascinante.

Esses padrões são chamados "pisos táteis" e são feitos para auxiliar as pessoas cegas ou com perda de visão parcial a se locomoverem pela cidade. Mas, a parte genial é a que quase todo mundo que enxerga totalmente, nunca vai perceber: existem diferentes padrões para diferentes situações. Segundo Richard Holmes, do Royal National Institute of Blind People (UK):

Pouquíssimas pessoas não veem nada. É importante dizer isso. Apenas 3%. Algumas pessoas tem percepção da luz, outras tem um pouco mais de visão, outras tem um campo de visão limitado. Algumas pessoas tem visão central ruim, mas boa visão periférica. Especialmente, as pessoas com visão parcial têm visão suficiente para se locomover de maneira segura e independente, os cegos estão abaixo desse limiar.

Precisamos lembrar que não temos o intuito de criticar, julgar, muito menos impor verdades absolutas. Nosso objetivo é único e exclusivo de informar e entreter. Por isso, o conteúdo dessa matéria se destina a aqueles que se interessarem e/ou identificarem. Alguns desses padrões são em forma de grade, como os da imagem abaixo, eles significam que o meio-fio é rebaixado para cruzar a rua.

Se a cor for vermelha - ou melhor, se era para ser vermelho-, é uma faixa com semáforo, ou algo que pare o trânsito. Esses designs também são para pessoas com visão parcial, por isso o uso de cores vivas e com contraste são uma boa ideia.

Geralmente, a quantidade de piso tátil é pouca, usada apenas como um marcador para indicar a faixa de pedestres, por exemplo, sendo que no final da calçada ela se estende pela largura da faixa, para a pessoa saber onde ela está. O equilíbrio da faixa é importante, como não usar muito piso tátil, porque para uma pessoa com artrite, essas superfícies são dolorosas de se cruzar.

Navegar por uma área não familiar é sempre um pouco assustador, pra ser sincero. Porque, obviamente, as dicas visuais tradicionais estão lá. Ajuda bastante se as dicas forem consistentes, caso contrário pode causar muita confusão.É muito, muito importante que essas adaptações que estão ali para nos ajudar realmente estejam onde devem estar e de maneira que, esperamos, possamos vê-las. - diz Richard.

Além disso, existem outros padrões. Pontos não alinhados indicam que há uma plataforma à frente, um grande abismo no qual a pessoa pode cair - comum em estações de metro.

Padrões com formato de losango indicam uma plataforma de bonde ou algo mais próximo ao nível da rua, que pode te atropelar.

Já listras perpendiculares ao caminho indicam alguns degraus à frente ou qualquer coisa que possa fazer a pessoa tropeçar.

Listras na mesma direção do caminho indicam uma rota segura a seguir. E se houver uma calçada que é metade para pedestre e metade para ciclistas? Bem, a direção das listras te diz de que lado é o quê.

Richard ainda diz que: Municípios de Londres, conselhos fora de Londres, parecem estar procurando alternativas que agradem mais, esteticamente. Estão mudando a cor dos pisos para cinza escuro, para que se misture melhor. Por definição, ele se mistura melhor, mas fica mais difícil para pessoas como eu, com visão parcial, enxergarem. Ou, até pior, as pessoas estarem na rua sem saberem que estão na rua, simplesmente porque essas dicas essenciais não estão lá.

De fato, é algo difícil de se adaptar em uma cidade grande, na verdade, em qualquer cidade. As normas para a colocação de pisos como esses possuem mais ou menos umas 100 páginas. Mas assim são as normas de design para qualquer coisa que se relacione à infraestrutura pública. Ter regras confiáveis que todos entendam é importante, quando há toneladas de metal acelerando ao seu lado.

No Brasil temos basicamente as mesmas demarcações, mas em muito menos quantidade do que em Londres, algumas cidades simplesmente não as tem. E se é difícil para quem enxerga bem, imaginem o quanto deve ser crucial uma simples ida à padaria para as pessoas que possuem deficiência visual - em suma, que possuem qualquer deficiência.

E aí pessoal, o que acharam dessa matéria? Vocês já sabiam de todos esses significados? Encontraram algum erro na matéria ?Ficaram com dúvidas? Possuem sugestões? Não se esqueçam de comentar com a gente!


Próxima Matéria
Via   jalopnik     Tom Scott  
avatar Júlia Marreto
Júlia Marreto
É a dona de um coração esculpido pela literatura e preenchido pelos bons vinhos de Baco. Guiada nas artes da vida por Ares, possui a discreta delicadeza de um elefante pulando carnaval numa loja de cristais! Movida diariamente pelo combustível da vida: o café, essa garota possui raízes profundas na poesia da vida. É muito séria, mas sabe brincar na hora certa. Ama os animais e detesta filme de terror. Apesar de cantar mal, canta com sentimento. E adora musicais! Sua principal tentativa desportiva é o baralho. Ela gosta mesmo é de coisas antigas, apaixonada pela vida e sonha com o universo. Instagram: , @juliamarreto
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest