• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


O que significam essas perucas usadas antigamente?

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      27/10/19 às 22h48

Todo ano, traz consigo mudanças e sempre as tendências da moda se renovam. Muitas pessoas vivem em prol dos lançamentos e do que está em alta. Sejam as cores, estampas ou cortes, sempre existem detalhes capazes de nos destacar dos demais, com muita elegância ou não.

Vivemos em uma sociedade onde estar bonito, ou melhor, estar na moda, é algo "essencial". Diversas pessoas costumam gastar muito dinheiro e tempo para conseguirem se encaixar nos moldes do que está em alta. Atores, cantores, modelos e celebridades, como um todo, costumam ditar a moda ou simplesmente alavancar uma tendência.

Tanto é que, no passado, a moda era ditada pelas elites que queriam se diferenciar das pessoas mais pobres. Na Europa do século XVIII, a aristocracia usava perucas. Isso simbolizava uma boa imagem além de riqueza e imponência.

A peruca perdura há muito tempo. Antes, elas eram procuradas por pessoas que tinham poucos fios de cabelo. Mas hoje em dia, é uma opção para as pessoas mudarem o visual, sem precisar fazer mudanças no cabelo.

Funções

Ela era um item muito caro e usado tanto por homens como por mulheres. E quem começou essa moda foi Luís XIV da França, o Rei Sol. Ele começou a usar esse acessório por necessidade. Desde a sua adolescência, ele já apresentava sinais de calvície. E desde então, as perucas passaram a ser um status de prestígio e diferenciação social.

Depois que se casavam, as mulheres nobres tinham que usar perucas até a hora da sua morte. Algumas delas chegavam a ordenar que, caso elas morressem antes de seu marido, elas fossem enterradas com suas perucas. E para que elas ficassem ainda mais suntuosas, era bastante comum espalhar farinha de trigo ou talco sobre as perucas para imitar o cabelo de idosos.

Mas ainda existia um outro motivo pelo qual o uso desse acessório era difundido. Desde o século XVI, a sífilis era muito disseminada na Europa. Os sintomas mais leves eram a perda de cabelo irregular e feridas pelo corpo. As mazelas, às vezes, podiam chegar à perda de olhos e narizes e também à insanidade.

Os cabelos falsos eram para esconder os primeiros vestígios da doença. E isso também amenizava a vergonha que um nobre poderia passar.

Perucas

Antigamente, as perucas eram feitas de cabelo humano ou com crina de cavalo. As versões mais baratas delas eram feitas de lã. A importância das perucas era tanta que a profissão de peruqueiro era bem vista e até recebeu o status de arte. E alguns reis,c omo por exemplo o Luís XV, tinham uma equipe com aproximadamente 40 profissionais para si.

Essa moda durou até a Revolução Francesa, em 1789. Nessa época, elas eram as queridinhas dos aristocratas.

Depois desse tempo, ela caiu em um desuso. Era perigoso ostentar o símbolo de uma nobreza que a maioria das pessoas tentava extinguir. Nos dias de hoje, as perucas ainda são usadas em algumas ocasiões formais como em tribunais criminais da Inglaterra.

Além também da grande popularização das perucas, entre as pessoas que querem sempre trocar de visual, testar um cabelo de outra cor, de outro comprimento, sem ter que fazer isso com seus cabelos naturais.

Próxima Matéria
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+