• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


O xamã que andou 3 mil quilômetros para exorcizar Putin

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      23/09/19 às 18h26

Um feiticeiro é uma pessoa comum, que pratica feitiços, isso é óbvio. Qualquer pessoa pode fazer esse tipo de ritual, pois não é necessário nenhum tipo de poder espiritual ou ligações com entidades e pessoas do outro lado. E várias culturas têm seus próprios feiticeiros ou xamãs.

O autoproclamado "xamã guerreiro", Alexander Gabyshev, começou a sua trajetória em março de 2019. Ele estava indo em direção a sua cidade natal, Lacútia, no leste da Rússia. O objetivo do siberiano, de 51 anos, é chegar à capital russa e exorcizar o "demoníaco"presidente russo, Vladimir Putin.

Gabyshev andou à pé por quase três mil quilômetros, que é um pouco menos da metade do caminho. Enquanto ele andava, o homem foi ganhando dezenas de seguidores, em sua caravana. Ele foi preso, na noite do dia 19 de setembro, no acampamento em que dormia, em Buriatia.

As autoridades russas, que estão cada vez mais inquietas com qualquer forma de protesto, estão investigando o xamã, por seu extremismo. E justamente por causa dele, Gabyshev se transformou em uma celebridade nas redes sociais.

Xamã

Com uma barba longa e um discurso de profeta, Gabyshev afirmou que ele apenas atende o chamado da natureza. "Deus me disse que Putin não é um homem e sim um demônio e que devo exorcizá-lo", afirmou o homem, em várias entrevistas.

Surpreendentemente, um outro objetivo do siberiano é montar um exército de seguidores para o ajudarem na tarefa. "Não pode existir democracia com um demônio", disse. Gabyshev também se define como cristão e preservador das tradições do povo iacuto. Em algumas comunidades culturais e religiosas da Sibéria, os xamãs são figuras muito respeitadas e eles acreditam que têm acesso a outros níveis de consciência espiritual.

Caso

O caso do homem levantou várias discussões, tanto nas redes sociais, como na imprensa independente russa. Em suma, a repressão a qualquer tipo de oposição no país ficou maior. Do mesmo modo, também cresceu o número de protestos e o descontentamento social. Tanto que, até mesmo um caso tão surreal quanto esse, foi abafado.

Nos últimos meses de sua caminhada, Gabyshev tinha muita atenção sobre si mesmo, e vários seguidores em sua caravana. Em um dos seus encontros, em Chita, ele gravou um vídeo, pedindo para se formarem assembleias locais, vídeo esse que viralizou, em poucos dias.

Em suma, uma das reuniões, que aconteceram no começo de setembro, em Ulan-Ude, se transformou em um protesto contra o resultado das eleições. Como resultado, vários admiradores do xamã foram presos. Do mesmo modo que vários carros também foram confiscados.

Prisão

Depois de preso, Gabyshev foi colocado em um avião e enviado diretamente à Lacútia. Quando chegou, ele ficou algumas noites em um hospital psiquiátrico. O homem recebeu alta e, agora, as autoridades o investigam por extremismo.

Se sabe muito pouco sobre a história do xamã. Algumas pessoas o taxam de impostor, e outras dizem que líderes espirituais não têm que se envolver com política. O homem diz que, agora, quer descansar na Lacútia, com sua família. Isso, pelo menos, até que se esclareçam as ações de investigações judiciais. Ele também pediu, aos seus seguidores, que não continuem a caminhada sem ele, e que, em breve, ele deve voltar.

Próxima Matéria
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+